Bloco de notas da Semana "E se faltar água?" — Gama Revista
E se faltar água?

5

Bloco de notas

Bloco de Notas

O acesso à água potável, a fuga da seca, os mistérios do mar em video game e como a natureza pode impactar a arte.  Confira dicas e referências da equipe Gama

5

Bloco de notas

Bloco de Notas

O acesso à água potável, a fuga da seca, os mistérios do mar em video game e como a natureza pode impactar a arte.  Confira dicas e referências da equipe Gama

21 de Março de 2021
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Hosukai / Domínio Público / Metropolitan Museum of Art

    E se as águas da Ilha de Honshu se revoltassem a ponto de encobrir a montanha mais alta de todo o arquipélago japonês? Na obra do mestre japonês Katsushika Hokusai (1760 – 1849) essa ideia é possível: a xilografia conhecida como “A ONDA”  faz parte da coleção “Trinta e Seis Vistas do Monte Fuji” e virou um dos ícones da arte do país formado por quatro grandes ilhas e milhares de ilhotas.

  • Na paisagem do rio/ difícil é saber/ onde começa o rio;/ onde a lama/ começa do rio;/ onde a terra/ começa da lama;/ onde o homem,/ onde a pele/ começa da lama;/ onde começa o homem/ naquele homem.

    Trecho do poema “O CÃO SEM PLUMAS”, de 1950, de João Cabral de Melo Neto (1920-1999)

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Reprodução / Cândido Portinari / Museu de Arte de São Paulo

    Durante a fase de industrialização no Brasil, entre os anos 1950 e 1970, muitas famílias depositaram esperança na possibilidade da prosperidade econômica de outras regiões do país. Almejando deixar para trás as adversidades, como as CONSTANTES SECAS, a migração nordestina marcou a história e transformou o país. O fenômeno é representado por Cândido Portinari (1903-1962) em “RETIRANTES” (1944), que faz parte do acervo do Museu de Arte de São Paulo.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Editora Malê / Divulgação

    Lavar, enxaguar e passar. Com algumas ações adicionais — como quarar as roupas — esse processo manteve a sobrevivência de diversas gerações de mulheres desde o Brasil colônia, quando o povo preto foi escravizado e explorado por senhores e sinhás. Em “ÁGUA DE BARRELA” (Malê, 2018), Eliana Alves Cruz narra como as águas são capazes de limpar muitas coisas, mas não apaga a luta, as perdas, as alegrias e, principalmente, a resiliência.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Deivyson Teixeira / Divulgação Cagece / Agência Brasil

    Com a nascente no interior do Brasil e sua foz no Oceano Atlântico, o Rio São Francisco, conhecido como Velho Chico, conecta estados e gera energia por meio de hidrelétricas, além de abastecer o Nordeste com água. O Açude Castanhão, no Ceará, começou a receber águas da transposição do Rio São Francisco, e hoje beneficia cerca de 4,5 milhões de cearenses com a SEGURANÇA HÍDRICANo entanto, alguns críticos pontuam que a obra seria economicamente inviável e socialmente injusta, já que não há magnitude no déficit hídrico no Nordeste Setentrional.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Mad Max: Estrada da Fúria

    Seja no futuro distópico de “Mad Max” (2015), na luta pelo poder da Companhia de Água e Energia de Los Angeles, em “Chinatown” (1974) ou no clássico juvenil com Sandy e Júnior “Acquária” (2003), o drama gira em torno da escassez de água. Na realidade brasileira, mesmo sendo um direito e não um privilégio, 16% ainda não têm ACESSO À ÁGUA TRATADA.


  • As constantes mudanças na legislação ambiental no Brasil deveriam preocupar não apenas os ambientalistas, mas todos os que entendem a importância fundamental das florestas para a conservação dos RECURSOS HÍDRICOS. Com direção de André D’Elia, o documentário “A LEI DA ÁGUA: NOVO CÓDIGO FLORESTAL” (2015) aponta como o debate socioambiental precisa estar cada vez mais presente na vida dos brasileiros.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Editora Barba Negra

    E se da necessidade de praticar alguma atividade física surgir uma paixão despretensiosa? Na HQ francesa “O GOSTO DO CLORO” (Leya, 2012), o personagem principal começa as aulas de natação — muito a contragosto — por recomendação médica, na tentativa de lidar com a escoliose. O jovem não tem muita habilidade para lidar com as águas, até que ele encontra uma nadadora nata, perfeita em cada braçada. A menina torna-se uma inspiração tão grande para o rapaz que o faz melhorar a cada dia, a ponto de competir com nadadores mais experientes, até (alerta de spoiler) a moça desaparecer das aulas.


  • Se você tem vontade mergulhar profissionalmente mas nunca conseguiu, o jogo ABZÛ pode te ajudar: o universo do game é voltado para a exploração subaquática onde o jogador precisa estar atento aos perigos que se escondem nas PROFUNDEZAS DO MAR.


  • Inspirado pela água e com contribuições da redação, o diretor de arte da Gama, Guilherme Falcão, preparou uma PLAYLIST AQUÁTICA. Da MPB, entram Maria Bethânia, Jards Macalé, Chico Buarque e Guilherme Arantes. Há também Portishead, um axé-vinheta da Timbalada, e os corais religiosos de Kanye West e seu Sunday Service Choir.