Bloco de notas da Semana "Qual a sua natureza?" — Gama Revista
Qual a sua natureza?

5

Bloco de notas

Bloco de notas

Soluções tecnológicas para a crise ambiental, arte com elementos da natureza, a linguagem secreta das árvores. Uma lista de conteúdos da equipe Gama

5

Bloco de notas

Bloco de notas

Soluções tecnológicas para a crise ambiental, arte com elementos da natureza, a linguagem secreta das árvores. Uma lista de conteúdos da equipe Gama

11 de Julho de 2021
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Adam Gray / Barcroft Media via Getty Images

    No fim da década de 1970, um grupo de artistas preocupados com as questões ambientais começou a usar PAISAGENS NATURAIS PARA CRIAR SUAS OBRAS. Fundando o que ficou conhecido como “land art”, eles faziam intervenções e esculturas em lugares por vezes inóspitos com materiais como areia, folhas e conchas – os trabalhos eram posteriormente expostos em galerias por meio de fotos e vídeos. O símbolo do movimento é “Spiral Jetty” (1970), de Robert Smithson, uma espiral de pedras com 460 metros de comprimento feita no Great Salt Lake, no estado americano de Utah. Para conhecer mais exemplos, o Google Earth criou um mapa interativo que permite ver de cima dez obras de land art pelo mundo.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Sextante

    No livro “A Vida Secreta das Árvores: o que elas sentem e como se comunicam” (Sextante, 2017), o engenheiro florestal alemão Peter Wohlleben uniu suas observações in loco em 20 anos de trabalho ao conhecimento científico sobre o tema. Apesar de descrever uma flora estranha a olhos tropicais (ele fala de faias, abetos e olmos), o livro traz informações surpreendentes sobre COMO AS ÁRVORES SE RELACIONAM – o autor revela, por exemplo, que elas se conectam pelas raízes e se ajudam fornecendo nutrientes umas para as outras.

  • “Ante os anúncios de uma Terra inabitável, a poética de uma reconciliação entre terrenos traz esperança crítica a outros modos de estar no mundo”

    Ailton Krenak no prefácio de “Carta à Terra: e a Terra Responde” (Relicário, 2020). No livro, a economista e ambientalista francesa Geneviève Azam fala da degradação ambiental, da desconexão da humanidade com a vida no planeta e da urgência de mudança.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Getty Images

    Tem se falado cada vez mais em CRISE HÍDRICA. Na edição da Gama “E se faltar água?”, trouxemos reportagens de peso mostrando como as cidades estão lidando com o abastecimento de água e sobre o mercado de água premium, além de uma entrevista com Fabien Cousteau, neto do famoso oceanógrafo Jacques Cousteau, contando de suas experiências subaquáticas. No podcast, uma conversa com Gustavo Veronesi, do SOS Mata Atlântica, revela os desafios da preservação dos rios e bacias hidrográficas na região da floresta.


  • Com a proposta de trazer um olhar otimista para as possibilidades de REGENERAÇÃO DO MEIO AMBIENTE e da humanidade no planeta, o podcast “Copo ½ Cheio” é apresentado pela ativista e comunicadora Fernanda Cortez, criadora do Menos 1 Lixo, e o consultor e especialista em sustentabilidade André Carvalhal. Vale ouvir os episódios “Natureza é cura”, com o engenheiro florestal Fábio Scarano; “O papel regenerativo das agroflorestas”, com o empreendedor Felipe Villela e “O poder do indivíduo”, com a historiadora Carol Sodré.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Reprodução/Instagram: @oxmanofficial

    Entre as pessoas mais criativas desse mundão, a israelense Neri Oxman é expoente da chamada BIOARQUITETURA. Professora do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e pesquisadora do laboratório de inovação Media Lab, ela estuda substâncias naturais para produzir soluções sustentáveis usando robôs e impressoras 3D – ela projetou, por exemplo, uma estrutura com centenas de bichos-da-seda. Vale ouvir a palestra no TED e o episódio dedicado ao trabalho dela no documentário “Abstract: The Art of Design” (2017).


  • Uma mulher acorda com o sol nascendo, pega uma porção de ferramentas e pedaços de bambu e começa a construir uma casa suspensa com as próprias mãos. Na hora do almoço, ela acende uma fogueira e assa um peixe que catou em um rio próximo. O vídeo é parte de um dos muitos canais no Youtube de “CONSTRUÇÃO PRIMITIVA” ou “sobrevivência primitiva”, que têm milhões de visualizações. O G1 investigou a veracidade dos vídeos e falou com o produtor da maioria deles, que mora no Camboja.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Reprodução/Instagram: @begreen.farm

    Uma série de iniciativas pelo Brasil têm tentado incentivar o cultivo de orgânicos. Pioneira, a Be Green abriu a primeira FAZENDA URBANA da América Latina do lado de um shopping em Belo Horizonte (MG). Eles plantam hortaliças em enormes estufas hidropônicas 100% livres de agrotóxicos e as entregam em cestas semanais ou quinzenais na casa dos assinantes. Também há unidades no Rio e em São Paulo.


  • No novo documentário da Netflix “Rompendo Barreiras: Nosso Planeta” (2021), o inconfundível naturalista britânico David Attenborough e o renomado cientista sueco Johan Rockström analisam a CRISE CLIMÁTICA e outros problemas ambientais, mostrando o quão perto estamos de desestabilizar o planeta e quais caminhos se apresentam para mudar esse curso. As imagens de paisagens naturais e vida selvagem são impressionantes.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    @pedrutman (Reprodução/Instagram: @nucleario)

    Fundada com os conceitos da biomimética, a startup Nucleário desenvolveu um dispositivo para PLANTIO DE MUDAS em larga escala que possibilita plantar mais árvores em menos tempo. O produto, que acumula a água da chuva, cria uma barreira física contra formigas e realiza o controle permanente de ervas daninhas, é vendido para empresas que demandam compensação ambiental para restaurar florestas em todo Brasil.