Bloco de notas da Semana "Outros verões" — Gama Revista
Outros verões

5

Bloco de notas

Bloco de Notas

Dez dicas culturais da Gama para você curtir o verão: uma receita de sorvete de chá verde, o segredo por trás de hits de verão, David Hockney, Luca Guadagnino e mais

5

Bloco de notas

Bloco de Notas

Dez dicas culturais da Gama para você curtir o verão: uma receita de sorvete de chá verde, o segredo por trás de hits de verão, David Hockney, Luca Guadagnino e mais

10 de Janeiro de 2021
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    http://www.tate.org.uk/art/work/T03254
    Tate/Reprodução

    Com suas praias, clima tropical e vibe festeira, a Califórnia já foi fonte de inspiração para inúmeras obras de arte. Na década de 1960, o pintor britânico David Hockney se encantou com o fato de que boa parte dos californianos tinham uma piscina em casa. Nos anos seguintes, Hockney se dedicou a capturar a constante mudança da superfície da água em seus quadros que retratavam essas piscinas americanas. Em 1967, pintou “A Bigger Splash”, o quadro mais famoso dessa série e um marco da pop art.


  • O excelente “Um Mergulho no Passado” (2015), do diretor italiano Luca Guadagnino (de “Call me by your name”), conta a história de uma viagem de férias de uma estrela da música e os segredos que são revelados ao reencontrar figuras do passado. Tilda Swinton, Matthias Schoenaerts, Ralph Fiennes e Dakota Johnson interpretam um quarteto amoroso cheio de intrigas, segredos e questões mal resolvidas. O título original, “A Bigger Splash”, é uma referência ao quadro de Hockney.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Panelinha/Reprodução

    Se você ama um sorvetinho nos dias quentes, Gama tem a receita de um sabor incomum para você. O sorvete de chá verde do site Panelinha transforma um simples gelatto de creme em uma experiência surpreendente. Simples de fazer, é a escolha perfeita para você que quer provar algo diferente no verão.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    CONTRA/Reprodução

    Símbolo hedonista, desde os anos 1960 as praias de Ibiza, na Espanha, se tornaram referência mundial quando o assunto é festa, música e noite. Mas como esse paraíso surgiu e se sedimentou como o point da noite europeia? O livro “Balearic: historia oral de la cultura de club en Ibiza” (CONTRA, 2020) busca responder essas perguntas e pinta o panorama que transformou a ilha de Ibiza na meca das festas.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Cinemateca Brasileira

    Rio Babilônia” (1982) chocou o Brasil com suas cenas de sexo e seu texto agressivo. O diretor Neville D’Almeida, responsável por “Os Sete Gatinhos” (1980) e “Matou a Família e Foi ao Cinema” (1991), pinta um Rio de Janeiro erótico, corrupto, criminoso e quente, muito quente. Se na época o filme era tratado como um absurdo e uma obra de mal gosto, hoje se tornou um clássico.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Arte Ensaio/Bob Wolfenson

    O biquíni, assim como o futebol, pode até ter sido inventado na Europa, mas foi no Brasil que foi aperfeiçoado e se tornou objeto de desejo ao redor do mundo. Em “O Biquíni Made In Brazil” (Arte Ensaio, 2016), a jornalista Lilian Pacce investiga a origem da peça de banho brasileira, o impacto cultural da vestimenta no país e o motivo pelo qual, mesmo sendo criado na França em 1946, o biquíni se tornou tão brasileiro quanto o Cristo Redentor, o pão de queijo e o brigadeiro.


  • Inspirado pelo tema dessa edição, Outros Verões, Guilherme Falcão, diretor de arte da Gama e coapresentador do podcast Escuta, do Nexo Jornal, preparou uma playlist que tem o sabor de anos e anos de janeiros e fevereiros ensolarados. Contando com indicações também da redação, os sons vão da paisagem carioca de Marina Lima e Zimbo Trio passando pelo fervor carnavalesco de Bandamel, os eternos clássicos de Tim Maia e Jorge Ben, e os novos tempos de inocência de Frank Ocean, o anticlímax de Céu e a melancolia do Little Joy. Para curtir pegando um sol na laje, no quintal, ou na janela de casa.

  • O aquecimento global é possivelmente o maior desafio que a raça humana terá de enfrentar nas próximas décadas, mas para algumas pessoas o problema parece não incomodar. É o caso do personagem Michael Beard, físico britânico, ganhador de um prêmio Nobel e protagonista do romance “Solar” (Companhia das Letras, 2010) de Ian McEwan. Prepotente, cínico e arrogante, Beard acaba recebendo os louros por uma pesquisa revolucionária que pode salvar o mundo de um apocalipse climático. Um segredo, entretanto, ameaça acabar com a reputação do físico e de sua pesquisa.


  • O que torna uma canção um hit de verão? Foi isso que o podcast Café da Manhã, da Folha de S. Paulo, procurou saber em 2019 com seu episódio especial da estação. O programa entrevistou o produtor e compositor Pablo Bispo, que já trabalhou com Anitta, Pabllo Vittar e Iza, para desvendar os mistérios por trás da indústria que produz hit atrás de hit do verão brasileiro.


  • Engana-se quem pensa que o hit “Summer Of ‘69”, de Bryan Adams, é sobre o verão de 1969. Por mais que tenha toques autobiográficos, a música foi composta por um Adams de 25 anos em 1984. Em 1969, o músico tinha 7 anos. A canção fala sobre amores de verão, a excitação que tais relacionamentos provocam e, veja só, a posição sexual 69. Em entrevista, Adams comenta a confusão e admite que nunca tentou esconder o conteúdo sexual do seu hit, mas a sua imagem de bom moço acabou vendendo outra narrativa.