Conteúdos sobre rap na Gama Revista

rap

Imagem de destaque do post
Assistir

Rap que fala sobre genocídio indígena

Criolo, Vincent Carelli e Sonia Guajajara são algumas das personalidades que participam do documentário musical "Meu Sangue É Vermelho", uma produção do rapper Owerá, indígena Guarani M’bya, em parceria com a produtora britânica Needs Must Film. O longa, que recebeu 17 prêmios ao redor do globo, acompanha Owerá em uma peregrinação pelas comunidades do Mato Grosso do Sul e Maranhão na tentativa de explicitar, por meio do rap, a realidade de indígenas brasileiros. O lançamento será na sexta (24), no Vimeo. (Manuela Stelzer)
Imagem de destaque do post
Ouvir

“Certified Lover Boy”, o novo disco de Drake

Com quase um ano de atraso, o rapper Drake está de volta com “Certified Lover Boy”. Após o sucesso de “Scorpion” (2018), o músico canadense lança seu novo disco nesta sexta-feira (3). O projeto, que conta com arte do artista britânico Damien Hirst, e vem atraindo atenção de muita gente, incluindo uma antiga rivalidade de Drake: Kanye West, que acaba de lançar “Donda”. Os dois rappers, que já tiveram alguns desentendimentos no passado, iniciaram uma guerra fria nas redes sociais que culminou em endereços vazados, casas vandalizadas e muitas discussões entre os fãs. (Daniel Vila Nova)
Imagem de destaque do post
Ouvir

‘Cancelado’, Djonga ressurge com novo álbum

E não é que março trouxe uma notícia animadora para os fãs de rap? Desaparecido das redes desde que foi criticado por causar aglomeração num show, o rapper Djonga foi um dos assuntos mais comentados da internet ao reativar sua conta no Instagram para avisar que tem álbum novo chegando. No trailer de divulgação do trabalho, que se chama “Nu” e sai sábado (13), o rapper se vê num julgamento popular (coincidência?), onde é guilhotinado. (Leonardo Neiva)
Imagem de destaque do post
Ouvir

O novo batidão de M.I.A

Batidas fortes e dançantes e letra politizada contra o controle a que somos submetidos é a nova investida da rapper e compositora britânica M.I.A., que lançou nesta semana o single Cntrl, disponível apenas no site da cantora. Com a música, ela soltou um comunicado em que pede a liberdade de Julian Assange, fundador do Wikileaks, cuja extradição para os Estados Unidos está sendo decidida em julgamento desde a segunda-feira (7). “Você sabe que é liderado por tiranos quando falar a verdade é um crime”, afirmou em sua conta no Twitter. Esse é o segundo single que M.I.A. lança em 2020. A cantora promete um novo álbum para 2021, o primeiro depois de ter anunciado a aposentadoria há três anos.