Assistir — Gama Revista

Achamos que vale

O que há de bom por aí, nas artes e na vida
    06 de Maio de 2021
  • Assistir |
    ‘Succession’? Não, F1

    O mundo da Fórmula 1 é repleto de heróis, vilões e de tramas dignas das melhores séries. A Netflix sabe do potencial dramático do esporte e lança a terceira temporada de “F1: Dirigir Para Viver”, que acompanha dez equipes que concorrem na modalidade. Do triunfo de Lewis Hamilton ao drama das equipes menores, a série documental conta com dez capítulos, cada um focado em um time, e promete emoção até a última curva. (Daniel Vila Nova)

    29 de Abril de 2021
  • Assistir |
    O novo vídeo dos Chemical Brothers

    Alerta de gatilho: o videoclipe de “The Darkness That You Fear”, a nova canção dos veteranos do breakbeat, contém cenas de boate, beijo na boca, aglomeração e muito, mas muito contato físico. Todas elas são colorizadas em tons luminosos sobre uma base preta, para lembrar que este momento de agora terá, sim, seu final e que um dia estaremos todos festejando, aglomerando, juntos, de novo. (Guilherme Falcão)

  • Assistir |
    Uma animação para dormir melhor

    A série de animação “Headspace - Guia para Dormir Melhor”, uma produção da Netflix em parceria com o aplicativo de meditação de mesmo nome, conta com sete episódios de 20 minutos, onde uma suave voz responde algumas das dúvidas mais comuns sobre o sono. Após cinco minutos de explicação, o episódio se transforma em uma meditação guiada que tem como objetivo te fazer dormir. (Daniel Vila Nova)

  • Assistir |
    Terapia de (outros) casais

    Você toparia abrir as suas sessões de terapia para o mundo? Na série "Terapia de Casal", a Dra. Orna nos conduz pelas sessões reais de terapia de quatro casais que aceitaram o desafio, e que tocam em temas como racismo, transsexualidade e violência doméstica. Se a princípio é fácil tentar escolher lados, as sessões mostram como cada casal é formado por duas pessoas, cada uma com seus desejos, traumas e vulnerabilidades. Os nove episódios da série e um especial da covid-19 estão disponíveis no Globoplay. (Thiago Quadros)

    22 de Abril de 2021
  • Assistir |
    Veja (ou reveja) o melhor do cinema de 2020

    Acabou deixando de lado as principais estreias do cinema em meio ao caos que foi 2020? Pois o Festival Sesc Melhores Filmes pode te ajudar a recuperar o tempo perdido. Em sua 47ª edição, o evento, que vai até 5 de maio, traz em sua programação longas como “Retrato de uma Jovem em Chamas”, “Honeyland” e o nacional “Três Verões”, com Regina Casé. Todos podem ser acessados online e de graça na plataforma Sesc Digital. (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    A sinopse do amor verdadeiro na Netflix

    A ideia de que o amor é uma língua universal ganha representação audiovisual na série “Meu Amor” (Netflix, 2021), que retrata o sentimento em diferentes culturas ao contar a história de seis casais juntos há mais de 40 anos. Nicinha e Jurema -- duas mulheres negras, faveladas, LGBTQ+ e umbandistas -- são as protagonistas do episódio brasileiro e mostram como é viver o amor longe das idealizações românticas. (Dandara Franco) 

    15 de Abril de 2021
  • Assistir |
    Uma dose de Greg News para adocicar o apocalipse

    Gregório Duvivier está de volta com a quinta temporada de Greg News, seu programa semanal na HBO de humor político. Após quatro meses fora do ar, o Greg News retorna falando sobre a covardia e como o governo Bolsonaro tem lidado com a pandemia. Os programas inéditos são exibidos na HBO Brasil toda sexta-feira, às 23h, e disponibilizados no dia seguinte no YouTube e em formato de podcast nas principais plataformas de áudio. (Daniel Vila Nova)

  • Assistir |
    Debates sobre racismo, pandemia e ditadura

    Já está no ar a quarta edição do Festival Serrote, promovido pela revista homônima do IMS, especializada em ensaios sobre cultura e sociedade. Serão quatro debates online, de 15 a 17 de abril, com transmissão ao vivo. Alguns dos destaques são a jornalista vencedora do Pulitzer Isabel Wilkerson, as historiadoras Wlamyra Albuquerque e Heloisa Starling, e o cartunista Claudius Ceccon, em conversas sobre racismo, pandemia e ditadura. (Leonardo Neiva)

    18 de Março de 2021
  • Assistir |
    Lygia Fagundes Telles em festival literário

    Com participações ilustres como as de José Eduardo Agualusa, Letrux e Michel Laub, a Flima (Festa Intenacional de Literatura da Mantiqueira) acontece 100% online pela primeira vez em sua história, entre os dias 18 e 21. Homenageada da edição, a autora Lygia Fagundes Telles é tema de dois debates e terá um conto inédito lido durante o evento. Para assistir às conversas, saraus e leituras, basta acessar gratuitamente o YouTube do evento. (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    A história de SP num casarão

    Giselle Beiguelman e Ilê Sartuzi fazem uma releitura da história de São Paulo a partir da arquitetura do Palacete de Nhonhô Magalhães, em Higienópolis. No documentário experimental "Nhonhô", uma câmera atravessa ambientes da casa vazia enquanto a fala do narrador relaciona personagem, história do bairro e o presente da cidade. Com curadoria de Solange Farkas, a produção está disponível até dia 31 de março na Videobrasil. (Manuela Stelzer)

    11 de Março de 2021
  • Assistir |
    A origem do Bekoo das Pretas

    As festas não vão voltar tão cedo, mas o Instituto Das Pretas, em parceria com a Budweiser, encontrou um jeito de matar a saudade de uma aglomeração: a websérie “Bekoo das Pretas Made By Queens”. A série retrata a história da festa “Bekoo das Pretas”, evento cultural organizado por mulheres negras que celebra a diversidade racial nas periferias do Espírito Santo. Serão um total de sete episódios lançados até oito de abril, todos no YouTube. (Daniel Vila Nova)

    04 de Março de 2021
  • Assistir |
    Série vencedora do Globo de Ouro na Globoplay

    Uma das séries de maior destaque da temporada, a antologia “Small Axe” está com seu primeiro episódio disponível na Globoplay. Criada e dirigida por Steve McQueen (“12 Anos de Escravidão”), a série narra cinco histórias de imigrantes negros caribenhos em Londres, abordando temas como racismo e violência policial. Além de John Boyega, que levou o prêmio de melhor ator no Globo de Ouro, o elenco também conta com nomes como Letitia Wright e Jack Lowden. (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    A era dos famosos fake

    Novo documentário da HBO, "Fake Famous" explora o significado da influência no universo digital. A produção é quase um experimento: tenta transformar três anônimos em influenciadores por meio de montagem de fotos e compra de seguidores, na tentativa de desmistificar a fama dessas personalidades. Produzido pelo ex-editor da Vanity Fair Graydon Carter, o documentário permanece em cartaz na plataforma até 10 de março. (Manuela Stelzer)

    25 de Fevereiro de 2021
  • Assistir |
    A videografia do Daft Punk

    Ao longo da carreira do duo francês, a imagem teve tanto peso quanto o som, basta assistir com atenção seus videoclipes. Colaboraram com diretores de cinema tão experimentais quanto pop como Michel Gondry (“Around the World”) e Spike Jonze (“Da Funk”); e desenvolveram um anime com a lenda Kazuhisa Takenouchi (“Interstella 5555”) cuja trilha está em “Discovery”. E, na era “Human After All”, celebraram a cafonice oitentista do VHS. (Guilherme Falcão)

    18 de Fevereiro de 2021
  • Assistir |
    Apogeu e queda do dono de Bangu

    Em quatro episódios, a série documental “Doutor Castor” conta a história do bicheiro que foi presidente do Bangu Atlético Clube e patrono da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel, além de líder do jogo do bicho em um dos bairros mais populosos da zona oeste do Rio. Disponível no Globoplay, a série conta uma típica história de gângster e traz em entrevistas e reportagens da época um mundo que não existe mais (e, talvez, ainda bem). (Isabelle Moreira Lima)

    11 de Fevereiro de 2021
  • Assistir |
    A primeira vez de Bethânia

    É com os maiores hits de seu repertório, muitos de shows como Brasileirinho e Rosa dos Ventos, que Maria Bethânia estreia no mundo das lives, quase um ano depois do formato ter se tornado a única saída para a música ao vivo. Será transmitido neste sábado (13), às 22h, pela Globoplay, com sinal aberto para não-assinantes. Será a primeira vez que a baiana se apresenta sem ter aplausos e retorno do público em seus 56 anos de carreira. (Dandara Franco)

  • Assistir |
    O clichê do ladrão sofisticado

    A nova série da Netflix, “Lupin” (2021), traz Omar Sy ("Os Intocáveis"), de volta às telas. Em busca de vingança por seu pai, o papel de ladrão culto o coloca sempre um passo à frente de seus rivais -- ainda que seja vítima de racismo, pois desta vez o gatuno elegante é negro. Entretenimento perfeito para o Brasil, a produção francesa traz um protagonista com cara de Robin Hood em um enredo simples mas com questões importantes. (Manuela Stelzer).

    04 de Fevereiro de 2021
  • Assistir |
    Drama arqueológico na Netflix

    Em 1939, o arqueólogo Basil Brown foi um dos pioneiros na descoberta de um navio anglo-saxão de 1.400 anos de idade em uma propriedade rural no sudeste da Inglaterra. Só recentemente, porém, foi reconhecido pelo feito. Sua história é contada no filme “The Dig”, com um elenco liderado por Ralph Fiennes e Carey Mulligan. O longa, disponível na Netflix, acrescenta várias pitadas de ficção a um relato histórico bastante interessante por si só. (Leonardo Neiva)

    28 de Janeiro de 2021
  • Assistir |
    Drauzio Varella e a primeira infância

    Ser bem cuidado na primeira infância aumenta as chances de uma vida adulta saudável. Esse é o mote do novo quadro de Drauzio Varella no programa Bem Estar, da Rede Globo. Na série “Quanto Mais Cedo, Maior”, que vai ao ar aos sábados pela manhã em nove episódios, o médico fala sobre o período do nascimento aos seis anos de idade por meio de temas como a amamentação, a presença do pai, o afeto e a educação. (Mariana Payno)

    21 de Janeiro de 2021
  • Assistir |
    Cinema francês direto de casa

    Até 15/2, o My French Film Festival exibe online 33 produções de uma das principais indústrias cinematográficas do mundo. Entre os destaques, estão a animação “Josep” (2020), que fez sucesso na Mostra de São Paulo, a comédia “Enorme” (2020), incluída no top 10 da revista Cahiers du Cinéma, e o clássico “Orfeu” (1950), de Jean Cocteau. Os longas estão disponíveis gratuitamente no Spcine Play, no Belas Artes à La Carte e no site do festival. (Leonardo Neiva)

    14 de Janeiro de 2021
  • Assistir |
    Um retrato da violência policial na pandemia

    João Pedro, Guilherme Guedes e Igor Rocha Ramos, adolescentes com idade entre 14 e 16 anos, foram mortos na vizinhança de casa, em plena pandemia, pela violência policial. É pela história deles que a jornalista Ligia Guimarães, da BBC Brasil, dá rosto às histórias que muitas vezes vemos apenas como estatísticas. O documentário, que reconta suas histórias e acompanha a vida de suas famílias na favela, está disponível no Youtube. (Isabelle Moreira Lima)

    07 de Janeiro de 2021
  • Assistir |
    Quando Jane Austen encontra ‘Gossip Girl’

    Nem só de dramas hospitalares vive Shonda Rhimes. Bridgerton (2020), a nova produção da criadora de Grey's Anatomy, estreou na Netflix no Natal e já é um hit no pódio da plataforma. Baseada na coleção literária de Julia Quinn, traz cenário e figurino da época da Regência Britânica (século 19) -- mas questões e tramas assustadoramente atuais, com mulheres imponentes, um jornal de fofocas a la "Gossip Girl" e uma corte diversa. (Manuela Stelzer)

    31 de Dezembro de 2020
  • Assistir |
    O Axé nos tempos do cólera

    Canto do Povo de um Lugar” foi produzido em 2016, mas só chegou ao Netflix na última semana. O timing é bom, o documentário é um elixir para quem sente falta de aglomeração, carnaval, alegria. Conta a história do que foi a revolução baiana iniciada nos anos 1980 quando nasceu o axé e que se seguiu pela década seguinte com o som da guitarrinha baiana, do rufo de tambores africanos, e as letras ora non-sense, ora cheias de referências vindas da África. Com entrevistas com músicos tão conhecidos como Caetano Veloso, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, e outros de bastidores, como produtores e compositores que escreveram a história junto às celebridades, o filme começa a narrar a história do axé desde as primeiras gravações de Luiz Caldas, com maravilhosas imagens de arquivo de programas de TV e de outros carnavais, que permitem apreciar, além da música, uma estética perdida.

    24 de Dezembro de 2020
  • Assistir |
    Remédio audiovisual para a carentena

    Normal People é lenta. E clean. Ao mesmo tempo, é agridoce e profundamente sexy. A adaptação do livro de Sally Rooney, em menos de duas semanas desde sua estreia no Brasil, já foi receitada como remédio para os mais solitários (vide a Antologia Profética de Fernando Luna), ao trazer cenas de sexo inspiradas e inspiradoras e oportunidades iguais de nudez. Estrelada por Daisy Edgar-Jones e Paul Mescal, conta as idas e vindas do jovem casal irlandês Marianne e Connel, ela pobre menina rica, ele filho da amorosa faxineira da família dela. Ele, popular na escola; ela, nerd esquisitona; os dois, inteligentíssimos e lindos, pegam fogo juntos. A primeira temporada, de 12 episódios de 30 minutos, está disponível na plataforma Starz.

    17 de Dezembro de 2020
  • Assistir |
    O cinema russo contemporâneo em oito filmes

    Quando foi a última vez que você assistiu a um filme russo? Se a resposta for “um bocado de tempo”, há uma chance de tirar o atraso. No 1º Festival de Cinema Russo, o Spcine Play exibe gratuitamente filmes como “O Homem que Surpreendeu a Todos”, premiado no Festival de Veneza 2018. São oito produções do país em cartaz até dia 30, numa oportunidade única de desbravar esse cinema pouco explorado no Brasil. (Leonardo Neiva)

    10 de Dezembro de 2020
  • Assistir |
    O novo testamento em vertigem

    Se o especial de fim de ano do Roberto Carlos anda ameaçado, o Porta dos Fundos pode oferecer um substituto à atração -- a única questão é que talvez não agrade à tradicional família brasileira. Depois do polêmico especial do ano passado, em que Jesus era gay, o coletivo de humor aposta em um tema mais leve para acalmar os ânimos, a política. Inspirado no documentário “Democracia em Vertigem” (2019), a produção "Teocracia em Vertigem” acompanha a vida de Jesus Cristo e os inimigos e aliados políticos que o filho de Deus fez ao longo dos seus 33 anos. Seguindo o estilo mockumentary, popularizado por séries como “The Office” e “Modern Family”, o especial está no canal do Porta dos Fundos. Além dos atores do Porta, como Gregório Duvivier, Fábio Porchat e Rafael Infante, o novo humorístico conta também com a participação da turma do Choque de Cultura. (Daniel Vila Nova)

  • Assistir |
    Uma semana de cinema brasileiro

    Uma adolescente trans e youtuber que precisa se adaptar à realidade e aos preconceitos de uma nova escola e o assassinato da vereadora Marielle Franco como inspiração de campanhas políticas de várias mulheres pretas pelo Brasil estão entre os destaques da tradicional Retrospectiva do Cinema Brasileiro do CineSesc, que chega à sua 21ª edição neste ano online e gratuita. “Alice Júnior” e “Sementes: Mulheres Pretas no Poder” estão entre os dez filmes da retrospectiva que ficarão em cartaz entre os dias 10 e 16 de dezembro e podem ser acessados no site da plataforma. Além disso, também haverá uma programação especial dedicada a curtas-metragens contemporâneos, exibidos ao longo de duas semanas, e uma retrospectiva da obra do grande cineasta Leon Hirszman, que permitirá rever alguns clássicos do nosso cinema como “Eles Não Usam Black-Tie” (1981) e “São Bernardo” (1972). (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    24 horas de puro teatro

    Em uma ano atípico para atores e atrizes, a 16ª edição da Virada Cultural, que acontece nos dias 12 e 13 de dezembro, irá prestigiá-los como 2020 não foi capaz. Entre as mais de 400 atrações com o mote "tudo de arte, nada de aglomeração", estarão 27 espetáculos virtuais na série "Novas Formas, um Novo Teatro", com apresentações que fizeram sucesso ao longo do ano, como "(In)Justiça", da Companhia de Teatro Heliópolis; "Novos Normais – Sobre Sexo e Outros Desejos Pandêmicos", da Companhia Os Satyros; e “Siete Grande Hotel”, do Grupo Redimunho. A maratona, que vai das 18h de sábado até o mesmo horário no domingo, ainda conta com oito espetáculos presenciais, como "Mãe Fora da Caixa" e "Os Monólogos da Vagina", que irão seguir os protocolos de segurança relacionados à pandemia e que serão encenados em diferentes teatros da cidade. Além das artes cênicas, artistas como Criolo, Elba Ramalho, Gloria Groove, Arnaldo Antunes e Elza Soares terão seus shows gravados no Theatro Municipal, e transmitidos nos dias do evento. (Manuela Stelzer)

    03 de Dezembro de 2020
  • Assistir |
    O festival de Paraty pela tela

    Em um ano tão esquisito quanto 2020, cheio de baldes de água fria e eventos cancelados (por uma justificativa inquestionável, que fique claro), é quase um presente de Natal ter uma edição da Flip em dezembro. A Festa Literária Internacional de Paraty tem edição excepcionalmente online (e gratuita) nesta semana. Aberta na quinta-feira (3) com a mesa que discute diásporas africanas e a participação de Bernardine Evaristo e Stephanie Borges, o festival segue com temas como florestas vivas, com Jonathan Safran Foer e Márcia Kambeba na sexta (4). No sábado (5) duas mesas chamam atenção: ancestralidades, com Chigozie Obioma e Itamar Vieira Junior, autor de “Torto Arado”, vencedor do Jabuti deste ano; e transições, com Caetano Veloso e Paul B. Preciado. No domingo, entre os destaques estão a mesa que reúne escritores que tratam temas relacionados ao racismo, com Regina Porter e Jeferson Tenório. A programação completa está no site da Flip, que também realiza sua edição sobre literatura infantil, a Flipinha. (Isabelle Moreira Lima)

  • Assistir |
    ‘Cidadão Kane’ revisitado

    Para quem gosta de cinema, não é nenhuma novidade exaltar o diretor prodígio Orson Welles ou sua obra-prima “Cidadão Kane”, considerada por muitos um dos maiores filmes de todos os tempos. Embora trate da conturbada produção de “Kane”, “Mank”, novo longa de David Fincher, no entanto, prefere não enfocar a trajetória do cineasta, e sim a de seu roteirista James L. Mankiewicz. Baseado num roteiro antigo, escrito pelo pai de Fincher, o projeto praticamente já nasceu como postulante ao Oscar, tanto por seu tema centrado nas glórias e mazelas de Hollywood quanto pelo talento por trás e em frente às câmeras. E as reações iniciais positivas parecem ter vindo só para confirmar essa aposta. Capitaneado por Gary Oldman no papel-título, o elenco é um dos quesitos mais celebrados e conta com Tom Burke na pele de Welles, Charles Dance como o magnata da imprensa William Hearst — em quem Kane foi inspirado — e uma elogiadíssima Amanda Seyfried vivendo a atriz Marion Davies. Já em cartaz nos cinemas brasileiros, a produção da Netflix chega às telas do streaming no dia 4 de dezembro. (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    Novas Frequências: X

    No ano em que completa dez anos de existência, o festival de performance e música de vanguarda e experimental Novas Frequências se viu obrigado a se reinventar. Organizado pelo crítico e curador Chico Dub, e realizado anualmente no mês de dezembro no Rio de Janeiro, o Novas Frequências será realizado de forma 100% digital. O tema do ano, "X", faz referência ao número romano mas às ideias de ruptura, negação, pluralidade e feminino, ao homenagear Jocy de Oliveira, primeira mulher a ter uma ópera encenada no Theatro Municipal de São Paulo, e pioneira na música eletrônica e multimídia. Entre 1º e 13/12, o line-up do evento, que conta só com artistas brasileiros, mistura performances musicais, experimentos sonoros e mesas de conversa. (Guilherme Falcão)

    19 de Novembro de 2020
  • Assistir |
    As várias peles negras e o racismo que as une

    Nove tons de pele, nove histórias, uma única realidade: racismo. O documentário “Dentro da Minha Pele”, já disponível na Globoplay, aborda um tema universal, mas que se desdobra de diferentes maneiras ao longo da vida de uma pessoa negra no Brasil. Do médico ao garçom, da modelo à trabalhadora doméstica, o longa explora e desvenda a discriminação racial, velada ou não, ao apresentar o dia a dia de nove pessoas com diferentes tons de pele preta na cidade de São Paulo. Selecionado para o Festival de Documentários da Holanda, o filme de Val Gomes e Toni Venturi conta com a presença de artistas como Chico César e Luedji Luna, além dos intelectuais Sueli Carneiro, Cida Bento e Jessé de Souza. (Daniel Vila Nova)

    05 de Novembro de 2020
  • Assistir |
    Uma jovem desafia as convenções do xadrez

    Uma garota prodígio tenta conquistar o título máximo do xadrez mundial em “O Gambito da Rainha”, minissérie de ficção disponível na Netflix. Apesar do nome, a história nada tem a ver com as pernas da rainha Elizabeth II, como sugerem as várias piadas e memes que pipocaram na internet. Os gambitos em questão são movimentos típicos do xadrez, em que o jogador sacrifica uma de suas peças com a intenção de conseguir uma posição mais vantajosa no jogo. Interpretada pela atriz Anya Taylor-Joy (de filmes como “A Bruxa”, “Fragmentado” e “Emma”), a protagonista Beth Harmon é uma órfã que ainda luta com problemas emocionais e contra o vício em álcool e drogas nos anos 1950 e 1960. A série é inspirada no livro de mesmo nome, escrito pelo norte-americano Walter Tevis, autor de obras que originaram sucessos do cinema, como “O Homem que Caiu na Terra” e “The Hustler”. A narrativa da série desafia as convenções de um esporte predominantemente masculino e de histórico machista. Na vida real, até hoje nunca houve uma campeã feminina do torneio mundial de xadrez, excetuando-se as competições exclusivamente para mulheres. (Leonardo Neiva)

    29 de Outubro de 2020
  • Assistir |
    Como nasce um hit

    “Oh, a vida é maior, é maior que você, e você não sou eu. Até onde eu iria, a distância nos seus olhos. Oh, não, eu falei demais.” Você já deve ter ouvido esses versos antes, provavelmente em inglês. Eles abrem a canção “Losing My Religion”, um dos maiores sucessos da banda americana R.E.M. e foco de um episódio da nova série documental da Netflix, “Song Exploder”. Um hino da insegurança e da dúvida é como o vocalista Michael Stipe descreve a música, cuja gênese é destrinchada ao longo de pouco menos de meia hora. Inspirada num podcast de sucesso, a primeira temporada traz um hit por episódio, em que artistas contam em detalhes o processo de concepção e lançamento de uma de suas canções. Além do conhecido refrão do R.E.M., a série conta com Alicia Keys apresentando a recente “3 Hour Drive” e Lin-Manuel Miranda, que abre o processo de criação da música “Wait for It”, do musical “Hamilton”, concluindo com o rapper Ty Dolla $ign falando sobre a gênese de “LA”. (Leonardo Neiva)

  • Assistir |
    Duas peças nos palcos digitais

    Fãs de teatro, há esperança na pandemia. Impossibilitados de se apresentar presencialmente, companhias passaram a se aventurar no mundo das lives formalizando o formato da apresentação digital. Na programação de novembro, dois textos chamam atenção: Dogville, a montagem brasileira baseada no filme de Lars Von Trier, que celebra dois anos de trajetória com duas apresentações gratuitas nos dias 2 e 3 de novembro, às 19h, no canal do YouTube do espetáculo; e “Phantasmagoria II”, protagonizada e dirigida por Eme Barbassa, que conta o término de um relacionamento sob a perspectiva de uma mulher trans.Abordando temas como gordofobia, transexualidade e masculinidade tóxica, o espetáculo estreia no dia 30, às 21h, no Instagram do Centro Cultural da Diversidade ou da diretora. Não é necessário assistir à primeira parte da peça para entender “Phantasmagoria II”, mas os interessados podem conferir uma nova apresentação no dias 4 de novembro, às 21h. “Phantasmagoria” também conta a história do término, mas pela perspectiva do homem. (Daniel Vilanova)

    22 de Outubro de 2020
  • Assistir |
    Uma celebração da cultura coreana

    Se você convive com algum adolescente é certo que já ouviu falar sobre K-pop. Extremamente popular, o gênero musical sul-coreano também arregimentou seguidores no Brasil e ganha uma programação especial no final de semana do dia 23 ao dia 25 de outubro. É quando acontece o K-Expo Brasil, o maior festival de cultura coreana da América Latina. Organizado pelo Centro Cultural Coreano no Brasil, a quarta edição do festival será 100% online e conta com palestras sobre culinária coreana, turismo na Coreia, Taekwondo e é claro, muito K-pop. Os fãs do gênero musical ainda podem conferir uma apresentação exclusiva da banda SF9, feita especialmente para os fãs brasileiros. As atrações serão transmitidas no canal do YouTube do Centro Cultural Coreano de forma gratuita e a programação pode ser vista no Instagram deles. (Daniel Vilanova)

    15 de Outubro de 2020
  • Assistir |
    O novo filme de Aaron Sorkin na Netflix

    Um protesto pacífico contra a guerra do Vietnã se torna um violento confronto com a polícia e, posteriormente, um dos mais famosos julgamentos da história americana. Conhecidos como “Os 7 de Chicagos”, a história do grupo que desafiou o governo americano na década de 1960 se torna filme nas mãos de Aaron Sorkin, ganhador do Oscar por “A Rede Social” (2010). O longa, produzido pela Netflix, é uma das grandes apostas para varrer o Oscar do próximo ano e conta com um elenco estelar para isso, com nomes como Eddie Redmayne, Sacha Baron Cohen, Joseph Gordon-Levitt, Michael Keaton e Yahya Abdul-Mateen II.Bem recebido pela crítica internacional, o longa traça um paralelo com os protestos que acontecem nos dias de hoje e mostra que, onde há injustiça, há aqueles que lutam para superá-la.

  • Assistir |
    Luca Guadagnino volta à Itália para estrear na TV

    Depois de uma atípica incursão pelo terror com “Suspiria” (2018), versão atualizada do clássico setentista de Dario Argento em Berlim, o cineasta italiano Luca Guadagnino reencontra as paisagens do norte de seu país natal, já aproveitadas como o belíssimo cenário do filme “Me Chame pelo Seu Nome” (2017), vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado. Em “We Are Who We Are” (somos o que somos), a estreia do diretor em séries de televisão, a história não ocorre em um casarão ensolarado de veraneio, e sim numa base militar dos EUA na cidade de Chioggia, próxima a Veneza. Em foco, estão dois adolescentes americanos, interpretados por Jack Dylan Grazer (de “It - A Coisa” e “Shazam!”) e a estreante Jordan Kristine Seamón, em um elenco que também conta com atrizes como a americana Chloë Sevigny e a brasileira Alice Braga, além do rapper americano Kid Cudi. Sem grandes acontecimentos ou reviravoltas, a série, com produção da HBO, acompanha o cotidiano e a amizade dos dois jovens, que juntos passam por algumas das agruras tradicionais do amadurecimento, como conflitos familiares, relacionamentos amorosos e a descoberta da sexualidade.

    08 de Outubro de 2020
  • Assistir |
    Grande Catarina na TV

    Quantos filmes, séries e minisséries já foram feitos sobre Catarina II da Rússia, a Grande, a czarina iluminista que transformou o país no século 18? De Marlene Dietrich a Helen Mirren, incontáveis atrizes já encarnaram a personagem, que é encantadoramente feminista muito antes de qualquer manifestação clara pelo voto ou pela liberação feminina. A novidade de "The Great" (2020), nova série que conta a história de como uma menina aparentemente romântica toma o trono do marido, é a oportunidade de ouro dada a Elle Fanning, atriz que vive a protagonista, de fazer uma Catarina mais bem humorada, quase amalucada, que vai da inocência a Maquiavel sin perder la ternura. A série é uma invenção em cima do que conta a história, com personagens modificados, mais força nas tintas, e um timing de humor perfeito. Pedro, o marido de Catarina, por exemplo, une sadismo à autoestima do homem hétero branco que usa um colar de pérolas rebuscado para sentir-se mais próximo da mãe. A corte russa bebe vodca e quebra taças sem parar, o sexo corre solto em qualquer lugar do palácio, e os sacerdotes recorrem a cogumelos alucinógenos para ter visões mais claras sobre o que deve ser feito para o bem da Rússia. Disponível no StartzPlay, vale a assinatura e, como dizem por lá, huzzah!

  • Assistir |
    Cinema indígena urgente

    Até o dia 15 de outubro, o Videocamp, uma plataforma que disponibiliza gratuitamente filmes com potencial de impacto, estreia a primeira edição da Mostra CineFlecha: (Re)Existir e Curar, com um conjunto de produções indígenas do cinema contemporâneo. Divididos em quatro sessões temáticas, os filmes apontam causas dos povos indígenas e suas mobilizações para resistir à mudança e à violência. Entre os títulos disponíveis estão: "Quiilpa - as lhamas floridas" (2019), que mostra uma tradição pré-colombiana das terras Altas da Bolívia; o "Cosmopista Maxakali" (2013), que reúne registros feitos por uma equipe de representantes Maxakali e Pataxó, cineastas indígenas e pajés, e pesquisadores não-indígenas; "Mãtãnãg, a Encantada" (2019), que relata a trajetória de uma mulher indígena na busca pelo espírito de seu marido pela aldeia dos mortos; e "Kipaexoti" (2020), que mostra a força do Povo Terena, da aldeia Cachoeirinha, em manter a sua dança tradicional viva. Além das produções, a plataforma disponibiliza lives com coletivos e cineastas da mostra, que ficam disponíveis no canal do Youtube.

    01 de Outubro de 2020
  • Assistir |
    O Brasil em debate

    No Brasil (e no mundo) de hoje, debater parece cada vez mais difícil. Mas é exatamente quando as vozes se levantam que o diálogo sóbrio e responsável se torna mais necessário. Essa é a proposta da primeira edição do “Festival Nexo + Nexo Políticas Públicas: o Brasil em debate”, que acontece durante todo o mês de outubro. Remoto e gratuito, o festival aborda os temas mais importantes da agenda pública do país com a qualidade e o rigor da informação do Nexo Jornal. Para participar, é necessário se inscrever na página do evento. Com entrevistas, mesas de diálogo e oficinas, a programação já está disponível e conta com nomes como Patrícia Campos Mello, Thiago Amparo, Lilia Schwarcz, Laura Carvalho, Joca Reiners Terron, entre outros.

  • Assistir |
    Verdades imbatíveis

    O festival internacional de documentários É Tudo Verdade, o mais importante da América Latina, quase deixou de celebrar seus 25 anos de existência. Mas contra uma verdade bem contada, nem uma pandemia é páreo. Com 60 produções de vários países disponíveis no site, o festival acontece de forma remota e traz, até domingo, filmes que se debruçam sobre histórias reais de temas como música, jornalismo, ditadura militar brasileira e o próprio cinema. Nos próximos dias, alguns títulos se destacam na programação: “Fico te devendo uma carta sobre o Brasil”, que entrelaça a história de uma família com a ditadura e investiga o papel do silêncio no apagamento da memória, será transmitido no dia 2 e 3 de outubro; “Santiago das Américas ou O Olho do Terceiro Mundo”, do veterano Silvio Tendler, que traz a história de um importante documentarista cubano da década de 1960, estará disponível no site do festival no dia 3; e “Jair Rodrigues - Deixa que digam”, um retrato do artista e do Brasil, será transmitido no dia 1 e 2.

    24 de Setembro de 2020
  • Assistir |
    O pôr do sol fora da Terra

    Turistas que já aplaudiram o pôr do sol visto das pedras do Arpoador, no Rio de Janeiro, fariam o mesmo em Vênus, Marte ou Urano se pudessem estender suas cangas por lá. Afinal, outras cores, igualmente belas, se espalham pelos céus desses mundos conforme eles se afastam da luz do sol em seus movimentos de rotação — a explicação para o fenômeno é que os raios solares fluem em diferentes direções dependendo do ângulo e dos tipos de molécula presentes nas atmosferas de cada planeta. Enquanto as viagens espaciais não são uma realidade, dá para admirar as diversas paletas de cores nesta simulação feita pelo cientista da Nasa Geronimo Villanueva. De quebra, o Canal Tech reúne imagens de sondas e satélites que também dão uma ideia de como seria testemunhar um ocaso interplanetário.

    17 de Setembro de 2020
  • Assistir |
    Um papo sobre tecnologia, política e negócios com Zuckerberg

    Em episódio inédito da série documental Axios, que levanta debates de relevância mundial por meio de entrevistas com grandes nomes (entre os quais já estiveram o presidente Donald Trump e a atual candidata à vice Kamala Harris), o empresário americano Mark Zuckerberg falou sobre o combate à desinformação durante a crise do coronavírus, a chegada das eleições nos Estados Unidos, entre outros temas que importam -- o slogan da série. Além do fundador do Facebook, a produção da HBO já contou com vários nomes de influência para explorar a intersecção entre tecnologia, mídia, política e negócios, e cobrir assuntos como o veredicto no caso Harvey Weinstein, a igualdade de gênero no esporte profissional, o impacto da pandemia, além de policiamento e justiça igualitária. Aos que querem acompanhar os debates, os episódios da série ficam disponíveis na plataforma da HBO GO.

  • Assistir |
    Arte periférica tão próxima como nunca esteve

    Neste fim de semana, de sexta (18) a domingo (20), uma maratona de arte e cultura permite que se conheça a efervescente produção cultural das periferias pela plataforma do Sesc. O Festival Favela em Casa SP reúne artistas independentes -- pretos e periféricos, como lembra a organização -- que estão fora da bolha do mainstream. A curadoria de Andressa Oliveira, moradora do Campo Limpo, extremo sul de São Paulo, e de Marcelo Rocha, da cidade de Mauá, no ABC Paulista, reuniu 35 atrações de música, teatro, dança, cinema, literatura e artes visuais. As transmissões revezam-se entre performances ao vivo e gravações realizadas no Estúdio Curva, na capital paulista, e incluem, além de apresentações artísticas, uma série de bate-papos com convidados; entre eles, a escritora Helena Silvestre, a curadora, poeta, escritora e ativista Abigail Santos Leal e o educador social Mestre Gildásio.

  • Assistir |
    O legado das mulheres negras na política

    Dirigido por Éthel Oliveira e Júlia Mariano, o documentário "Sementes: Mulheres Pretas no Poder" acompanha a trajetória de seis candidatas negras aos cargos de deputada federal e estadual nas eleições de 2018. São mulheres que decidiram responder politicamente ao assassinato da vereadora Marielle Franco, que ocorreu no início do mesmo ano, disputando espaço no Congresso e na Assembleia Legislativa. O documentário está disponível no canal do Youtube da distribuidora Embaúba Filmes, e revela percursos e desafios das campanhas de Mônica Francisco, Rose Cipriano, Renata Souza, Jaqueline de Jesus, Tainá de Paula e Talíria Petrone, todas no Rio de Janeiro, estado que teve maior número de candidatas autodeclaradas pretas concorrendo em 2018.

    10 de Setembro de 2020
  • Assistir |
    ‘A pausa é parte integrante da vida’

    Gilberto Gil e Emicida são alguns dos artistas que discutirão a importância da pausa, tema que norteia os encontros, performances artísticas e experiências da 8ª edição do FLI 2020, o Festival Literário de Iguape, que tem curadoria da escritora Bianca Santana, colunista da Gama. A programação é dividida em duas partes: o prólogo, composto por conversas e apresentações que introduzem o evento ao público, entre os dias 7 e 19 de setembro; e o festival ao vivo no dia 20, que será transmitido por seis horas ininterruptas no Instagram, Facebook e Youtube do Programa Oficinas Culturais. Entre os participantes estão ainda Amara Moira, Marcelo D'Salete, Mel Duarte, Preta Rara, Roberta Estrela D’Alva, e outros nomes de peso da literatura, da música e da cultura brasileira.

    03 de Setembro de 2020
  • Assistir |
    Charlie Kaufman e o terror de conhecer os sogros

    Conhecer os pais do namorado pela primeira vez nunca é experiência fácil, mas o novo filme de Charlie Kaufman promete complicar ainda mais as coisas. “Estou Pensando em Acabar com Tudo”, baseado no livro de Ian Reid, é um suspense psicológico onde um encontro com os sogros se torna experiência surreal, que questiona a natureza do mundo e daqueles que o habitam. Depois de clássicos como “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças” (2004) e “Quero Ser John Malkovich” (1999), Kaufman estreia na Netflix na sexta-feira (4). O elenco conta com nomes como Jessie Buckley, Jesse Plemons e – para o deleite dos fãs de terror – Toni Collette.

    27 de Agosto de 2020
  • Assistir |
    ‘Eu sou capaz de me apaixonar’

    É o que diz uma das personagens da nova série documental da Netflix, “Amor no Espectro”, que acompanha o dia a dia de sete jovens adultos australianos (e autistas) que estão em busca de sua metade da laranja. Encontrar o amor pode ser difícil, e para pessoas no espectro, é uma tarefa ainda mais complicada. Apesar dos desafios de se comunicar e socializar, parte da rotina diária dos personagens, a produção tenta desmistificar o falso estereótipo de que pessoas no espectro seriam incapazes de se relacionar. E a verdade é que, dentro ou fora dele, todo mundo já enfrentou um primeiro encontro embaraçoso, ou não soube lidar direito com mundo imprevisível dos relacionamentos.

    20 de Agosto de 2020
  • Assistir |
    Música (e um pouco de Kiko Dinucci) no Youtube

    Toda semana, a jornalista Fabiane Pereira recebe em seu canal Papo de Música um cantor ou cantora para conversar sobre sua obra e inspiração com o despojamento próprio dos vídeos de Youtube. Nesta edição, o convidado é o músico paulista Kiko Dinucci, que rememora o início da carreira, nos anos 1990, em uma banda de punk rock, e a imersão pelas referências de ritmos e artistas da cidade de São Paulo. Dinucci também fala da atualidade, dos novos projetos, como a produção do disco do rapper Rodrigo Ogi, e do cenário político brasileiro. As entrevistas são curtas, mas, para quem tem saudade dos bate-bolas bem-humorados da televisão, há quadros em que os músicos dão suas palhinhas e comentam canções marcantes, que gostariam de ter composto, entre outros temas.

    13 de Agosto de 2020
  • Assistir |
    O palco do Oficina na tela

    Com o terreyro eletrônico – prédio no Bixiga, em São Paulo, projetado por Lina Bo Bardi – de portas fechadas em meio à pandemia, a trupe do Teatro Oficina Uzyna Uzona se reinventa nas telas. Fora de sua icônica sede, o grupo comandado por Zé Celso Martinez Corrêa faz seis apresentações virtuais da peça "O Bailado do Deus Morto", de Flávio de Carvalho, entre 16 de agosto e 2 de setembro. O texto de 1933, censurado naquela época, dá vida às reflexões de um Deus animal sobre a morte, o medo e a fé e foi o último encenado no Oficina antes da quarentena. As apresentações online têm o Zoom como palco e os ingressos estão disponíveis na plataforma Sympla.

  • Assistir |
    O retorno de um dos maiores detetives do mundo

    Se Holmes, Poirot e Dupin são tidos como os mais brilhantes detetives da ficção, Perry Mason não fica para trás. O investigador americano volta a ação na nova série da HBO, “Perry Mason”. Criado na década de 1930, o personagem surgiu nas páginas de ficção pulp e fez um sucesso estrondoso na década de 1960 com sua série de TV. Agora, Mason retorna a Nova York da década de 30 em uma nova versão – mais sombria – pronto para resolver o misterioso e brutal assassinato de uma criança. A primeira temporada completa já está pronta para ser maratonada na HBO GO e conta com Tatiana Maslany e Matthew Rhys nos papéis principais.

    06 de Agosto de 2020
  • Assistir |
    Comemore Beethoven com a Osesp

    Enquanto atividades culturais ficam sem previsão de retorno, a Osesp transmite concertos ao vivo diretamente da Sala São Paulo, sem plateia. Os próximos encontros, nos dias 7 e 8, contarão com duas apresentac?o?es dedicadas a obras de Beethoven, em comemorac?a?o aos 250 anos do nascimento do compositor alema?o. Os concertos ficarão disponíveis no canal do Youtube da Osesp posteriormente. A orquestra mantém ainda sua série de lives Música na Cabeça, às terças-feiras, com relatos de instrumentistas da casa sobre suas trajetórias.

  • Assistir |
    Um ciclo de filmes indígenas

    Um olhar mais diverso e descolonizado sobre o cinema brasileiro autoral é o que promete o novo eixo da série Cinema #EmCasaComSesc. A partir da primeira semana de agosto, uma seleção de filmes realizados por diretores ou coletivos indígenas entrará mensalmente no catálogo (gratuito!) da plataforma de streaming do Sesc Digital. Dois documentários do cineasta guarani Alberto Alvares inauguram a nova iniciativa: "A Origem da Alma - Tekowe Nhepyrun" (2015), com depoimentos dos anciões da aldeia Yhowy, no Paraná; e "O Último Sonho" (2019), uma homenagem ao líder espiritual guarani Wera Mirim - João da Silva, da aldeia Sapukai, no Rio de Janeiro. A documentarista e antropóloga Júnia Torres, organizadora do Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte, foi a curadora convidada pelo Sesc São Paulo e pelo CineSesc para selecionar os títulos dessa pequena mostra mensal.

    30 de Julho de 2020
  • Assistir |
    As artimanhas do gênero literário mais brasileiro de todos

    Uma crônica é uma boa conversa que pode rodar o mundo, visitar a política, versar sobre o cotidiano, voltar-se para o íntimo, às vezes tudo isso em um mesmo texto, sem perder o fio da meada. Autor de poemas, contos e crônicas (e dessa investigação sobre o bairro da Liberdade), Fabrício Corsaletti dá o curso Artes e Artimanhas da Crônica, pelo Zoom da Escrevedeira em quatro aulas de 13 de agosto a 3 de setembro. Segundo ele, o programa inclui aulas expositivas, com uma linha do tempo da crônica, desde seu surgimento no século 19 até os contemporâneos, e comentários dos textos produzidos por alunos. No programa, estão autores desde Machado de Assis, passando pelos mestres modernos – especialmente Rubem Braga e Nelson Rodrigues –, até chegar nos contemporâneos, como Tati Bernardi, Antonio Prata e Ricardo Terto. Corsaletti traça ainda paralelos entre o gênero e outros como a poesia, o conto e o ensaio. As inscrições estão abertas e o curso custa R$ 330.

    23 de Julho de 2020
  • Assistir |
    O que muda quando mais mulheres ocupam a política?

    É o que tenta responder a recém-lançada série "Eleitas", sobre o imaginário de mulheres latino-americanas em cargos eletivos. Os episódios, disponíveis no Youtube, foram desenvolvidos com base em um estudo feito pelo Instituto Update, lançado simultaneamente à série, que mapeia a atuação de mais de 90 mulheres eleitas em seis países da América Latina. Nas entrevistas, elas falam sobre a própria trajetória, os novos desafios que encontram e o futuro horizonte do debate político.

  • Assistir |
    Food porn latino-americano

    Dos criadores de “Chef’s Table”, “Street Food: América Latina” segue o sucesso da primeira temporada, que foca no continente asiático. O programa explora a comida de rua de seis cidades latinas: Buenos Aires, Salvador, Oaxaca, Lima, Bogotá e La Paz. Em uma época em que viagens internacionais parecem cada vez mais distantes, “Street Food” dá uma chance de se deliciar, mesmo que apenas visualmente, com pratos incríveis e de mergulhar na rica cultura e tradição culinária latino-americana.

    16 de Julho de 2020
  • Assistir |
    Catástrofe suave para maratonar

    Não se trata de um lançamento, mas de um bálsamo para quem não aguenta mais pensar nas questões de saúde pública e mental em que estamos submersos. “Sem Compromisso” (2015-2019) parte de uma premissa banal, lida e assistida à exaustão – mulher engravida de quase desconhecido – com pequenos detalhes que alteram o curso da história: eles têm mais de 40 anos, decidem ter o bebê e, mais que isso, casar-se. A história se passa em Londres e Sharon Horgan e Rob Delaney interpretam os protagonistas e dividem os créditos de criação da série. Vale a pena pelas risadas mas também pelas pequenas reflexões sobre parentalidade real que a série discretamente apresenta ao longo de seus 24 episódios. Está disponível na Globoplay.

    09 de Julho de 2020
  • Assistir |
    Filosofia com Marcia Tiburi

    Para entreter os curiosos de plantão ou os grandes amantes de filosofia, a escritora, artista e professora Marcia Tiburi transformou seu perfil no Instagram em sala de aula remota. No dia 3 de julho, em um encontro virtual de meia hora de duração, Tiburi estreou seu pequeno curso de filosofia online e apresentou pontos iniciais sobre o tema. Nas próximas microaulas, que vão acontecer todas as sextas-feiras, a filósofa retoma a exposição de conceitos e teorias de pensadores a partir das dúvidas, angústias e sugestões de seus seguidores.

  • Assistir |
    Um filme sobre o preço da fama

    Uma estrela mirim que tinha tudo para ser um grande sucesso, mas se afasta dos palcos por motivos misteriosos. Essa é a premissa de “Ninguém sabe que eu estou aqui”, novo filme da Netflix e já disponível na plataforma. Isolado em uma fazenda no Chile, o agora adulto Memo, interpretado por Jorge García — o Hurley, de “Lost” —, tem dificuldades de se comunicar com outras pessoas e opta pela solidão. Com um toque de surrealismo, o diretor Gaspar Antillo conduz o espectador pelo labirinto que é a vida do ex-cantor, revivendo os traumas da juventude e os motivos pelos quais Memo não deu sequência a sua carreira musical. 

    02 de Julho de 2020
  • Assistir |
    O processo de um artista

    A criação de um artista é dos assuntos mais enigmáticos que existem no mundo da arte. Há algo de encantador e misterioso no processo que transforma uma simples ideia em obra completa. “Eu Contra Eu”, novo curta metragem do diretor Marco Paoliello “Grilo”, explora a dinâmica de criador e criatura pela história do também diretor Vinícius Henrique “Vila Cesamo”. Acompanhamos as gravações de “Licionéia”, filme produzido por Vila Césamo em 2019 e entre gravações nos sets, passeios de bicicleta e o trabalho de chaveiro, o curta demonstra a inquietude de um criador que, para viver, tem de criar.

    25 de Junho de 2020
  • Assistir |
    Como criar filhos num mundo de telas?

    Num momento em que as crianças estão imersas em telas – dos joguinhos e vídeos no tablet ou celular à educação remota oferecida por escolas públicas e privadas –, é preciso entender os impactos e os riscos, assim como as oportunidades de aprendizado. Por isso, o Instituto Alana começa nesta sexta 26, às 17h, a primeira de seis debates do projeto “Ser Criança no Mundo Digital – série de conversas online”. Para a estreia, o papo traz um panorama sobre as relações entre tecnologia e desenvolvimento infantil com a psicóloga Vera Iaconelli e Rodrigo Nejm, diretor de educação da Safernet. No link sercrianca.alana.org.br, com intérprete de Libras e legenda em tempo real.

  • Assistir |
    Se você não vai ao cinema…

    Um pouquinho dele vem de graça até você. Na plataforma #EmCasaComSesc há uma série de filmes em exibição para assistir em streaming, sob curadoria do CineSesc. Toda semana são disponibilizados quatro novos títulos, longas e documentários, para diferentes tipos de público. Entre os destaques, "Eu Sou Ingrid Bergman" (2015), que remonta a trajetória de uma das mais premiadas atrizes da história do cinema, e um clássico dos anos 1950, "A Carruagem de Ouro" (1952), que marca a volta do francês Jean Renoir à Europa depois de anos morando nos Estados Unidos. Só vale ter atenção às datas: os filmes têm permanência temporária.

    18 de Junho de 2020
  • Assistir |
    A floresta ganha voz

    Em 1987, surge a Aliança dos Povos da Floresta, uma união de lideranças de povos indígenas e seringueiros do Brasil para reivindicar demarcação de territórios e criação de reservas. Mais de 30 anos depois, em um momento decisivo do debate sobre mudanças climáticas, eles ganham espaço na nova série do Le Monde Diplomatique, que ao longo de seis semanas, trará reflexões sobre o legado da aliança para o meio ambiente. Com 16 entrevistas e um minidocumentário, a série “Vozes da Floresta - A Aliança dos Povos da Floresta de Chico Mendes a nossos dias” conta com a participação de indígenas, seringueiros e pensadores para discutir erros e acertos da militância do grupo dos anos 1980 até hoje.

  • Assistir |
    O desabafo de Dave Chapelle

    8:46 foi o horário que o humorista considerado um dos maiores comediantes stand up de todos os tempos nasceu. Foi também o tempo em que George Floyd foi asfixiado por um policial americano e morto. Em seu novo especial de stand up, “8:46”, Chappelle abre mão da comédia que o fez tão famoso para discursar sobre a polícia e o racismo nos Estados Unidos. Cobrindo tópicos como a morte de Kobe Bryant e a pressão pública pelo posicionamento político de famosos, o comediante demonstra que acima de qualquer piada, é uma voz lúcida e um ótimo contador de histórias. “8:46” está disponível no canal do YouTube da Netflix.

    11 de Junho de 2020
  • Assistir |
    Spike Lee está de volta (e na hora certa)

    Nem mesmo o isolamento social foi capaz de conter manifestações do movimento negro que varreram as cidades norte-americanas nos últimos dias. "Vidas negras importam" é também a mensagem transmitida pelo cineasta americano Spike Lee em seu novo filme “Destacamento Blood”. Selecionado para estrear no Festival de Cannes, que foi cancelado pela pandemia, o longa chega às telas de casa pela Netflix nesta sexta-feira (12). A história, de quatro veteranos de guerra que retornam ao Vietnã em busca de uma riqueza escondida, vai além da caça ao tesouro. Exibe também a visão de Lee sobre como a guerra afetou a vida dos homens negros, obrigados a lutar por uma causa que não era a sua. O recorte da década de 1970 faz repensar sobre o que se vive hoje, uma especialidade do cineasta.

  • Assistir |
    O rapper indígena que preserva a cultura nativa

    O rapper Kunumi MC, nome artístico de Werá Jeguaka Mirim, abre o clipe de “Xondaro Ka'aguy Reguá” com uma frase que soa tão solene quanto uma profecia. “Existe uma lenda Guarani muito antiga, contada pelo nossos ancestrais. Ela diz que das águas nascerá um guerreiro que levará o seu povo a uma nova existência”. O vídeo de “Guerreiro da Floresta”, o nome da música de Kunumi em português, coloca o MC como o herói da profecia que busca a nova realidade. Rimada em Guarani, a música é um protesto de resistência e existência dos indígenas brasileiros, pedindo por demarcação de terra e reconhecimento do povo originário do Brasil. Dirigido pela dupla Angry, formada pelos cineastas Bruninho e Gabe Maruyama, o clipe está disponível no YouTube.

  • Assistir |
    O retorno da humorista Hannah Gadsby aos palcos

    “Se você está aqui por causa de 'Nanette'… por quê?” Longe de retórica, a pergunta, disparada por Hannah Gadsby já nos primeiros minutos, dá o tom de seu segundo stand-up na Netflix, “Douglas”. "Nanette", o primeiro, foi um sucesso. O que é curioso -- seu humor tem um “sabor peculiar”, traduzindo de forma às vezes incômoda as agruras de não caber em nenhum modelo de normalidade. “Se eu soubesse que o trauma seria tão popular como comédia eu teria planejado melhor meu orçamento. Eu teria ao menos feito uma trilogia.” “Douglas” é uma radiografia do humor stand-up. É “meta”. O que não impede que a misoginia e o patriarcado alimentem as melhores sacadas de Hannah, que ironiza os haters que a acusam de não ser engraçada. Ela é. Quem perseverar, “verá além do espectro”.

    04 de Junho de 2020
  • Assistir |
    Um show verdadeiramente transformador

    Do jeito que as coisas vão, vamos admitir, é bom ter um descanso de vez em quando. A quinta temporada de “Queer Eye” estreia na Netflix nesta sexta-feira (5) para felicidade de todos. Se a sua praia são histórias surpreendentemente emocionantes, transformações bapho e muito bom humor, fique tranquilo porque os Cinco Fabulosos voltaram. Dessa vez, Antoni, Bobby, Jonathan, Karamo e Tan vão para Filadélfia, nos Estados Unidos, e promovem o makeover de um DJ, de uma tosadora de cães e de outras almas perdidas. Prepare seus lenços e vista seu melhor look.

    28 de Maio de 2020
  • Crédito: Reprodução
    Assistir |
    Mate a saudade do “Beijinho Doce” de Flora e Donatela

    “A Favorita”, um dos pontos altos da carreira do roteirista João Emanuel Carneiro (“Avenida Brasil”, 2012), está disponível para assinantes do serviço de streaming Globoplay. Um marco para época, a produção ficou conhecida por subverter a fórmula consagrada da simplicidade das novelas e apresentar personagens complexas, que não caiam no estereótipo de mocinha contra vilã. A trama envolvendo Patrícia Pillar e Claudia Raia é a primeira a chegar a plataforma digital da Rede Globo, que entendeu que nada é mais influente que uma boa novela das nove e passa a disponibilizar um título a cada duas semanas. “Dancing Days”, “Guerra dos Sexos”, “Roque Santeiro”, “Vale Tudo”, “Laços de Família” e o “Clone” estão na lista de próximas adições.

  • Crédito: Reprodução
    Assistir |
    Um teatro de sombras lynchiano

    David Lynch se tornou um YouTuber. Em seu canal, onde posta previsões do tempo diárias, lançou o curta de animação “Fire(Pozar)”, escrito, desenhado e dirigido por Lynch em 2015. O filme de dez minutos de duração é fruto da parceria do diretor com o músico polonês Marek Zebrowski e o animador japonês Noriko Miyakawa. Ainda que tentar explicar uma obra de Lynch em algumas linhas seja perda de tempo, aqui vai: árvores, tempestades e criaturas inomináveis tomam a tela na animação em preto e branco, que lembra um teatro de sombras. O curta pode ser visto no YouTube.

    21 de Maio de 2020
  • Assistir |
    Um festival de não-ficção

    Yuval Noah Harari, Lilia Moritz Schwarcz, Djamila Ribeiro, Ailton Krenak e Sidarta Ribeiro estarão juntos, a partir desta quinta (21) até o próximo domingo, no festival virtual "Na Janela". Nesta edição, o tema é "literatura de não-ficção". No total, 13 autores publicados pela editora serão entrevistados em seu canal do YouTube. A programação completa está disponível no site da editora. A Amazon também participa do festival com uma página dedicada ao "Na Janela", onde há descontos em mais de cem títulos de não-ficção.

  • Assistir |
    Uma comunidade hippie inclusiva

    Como um acampamento de férias hippie se transformou em um movimento pelos direitos de pessoas com deficiência? O documentário "Crip Camp: Revolução pela Inclusão" (2020) tem a resposta. Produzido pela família Obama, o filme conta a história do "Camp Jened", um camping americano para pessoas com deficiência. O ambiente liberal e inclusivo do local deu origem a uma geração de jovens politizados que, inspirados na luta por direitos civis americanos, formaram um movimento próprio e conseguiram mudar leis. O filme é uma lembrança que mudanças na sociedade só são conquistadas com muito esforço. Dirigido por Nicole Newnham e Jim Lebrecht, que frequentou a habitação, o documentário está disponível na Netflix.

    14 de Maio de 2020
  • Assistir |
    Uma peça que você não vai querer que chegue ao Fim

    Uma peça em quatro partes, em que cada uma discute a extinção de algo: das fronteiras, da arte, da nobreza e da história. Baseado em texto do autor argentino Rafael Spregelburd, “Fim” é uma peça brasileira que reflete sobre o papel da arte, do dinheiro e da política. Dirigido por Felipe Hirsch, um dos grandes nomes do novo teatro nacional, o espetáculo está disponível a partir de sexta-feira (15) de maneira digital na plataforma All Arts. O acesso é gratuito e não é necessário nenhum tipo de cadastro.

  • Assistir |
    Um festival com duplas improváveis da MPB

    O isolamento social como regra do momento não impede que artistas talentosíssimos se reúnam em shows virtuais. Impossibilitado de trazer a São Paulo um line-up internacional cheio de nomes célebres, o festival Popload promove encontros semanais entre artistas brasileiros a partir desta semana. O “Home Hour Popload Festival” começa nesta quinta-feira, 14, com a cantora Duda Beat e o ator João Vicente de Castro. Já na próxima quinta, 21, cabe a Manu Gavassi e Letrux a missão de alegrar sua quarentena. E para fechar com chave de ouro, dia 28, Emicida e Tulipa Ruiz unem forças. Os shows podem ser assistidos no Facebook e no canal do YouTube do Popload. O festival foi criado como parte de um fundo de apoio para bartenders. Todos os shows acontecem às 19h.

    07 de Maio de 2020
  • Assistir |
    O oposto de ‘Black Mirror’

    Charlie Brooker, o criador de “Black Mirror”, disse que daria um tempo na série porque o mundo estava triste e sombrio demais. Isso explica o sucesso da nova ficção científica da Amazon Prime Video “Tales From The Loop”, batizada como a “antiBlack Mirror” pela internet. A antologia opta por explorar a relação entre a humanidade e a tecnologia sob um prisma positivo e esperançoso, talvez o que o mundo mais necessite no presente momento. Cada episódio é baseado em um quadro do pintor sueco Simon Stålenhag. A série já está disponível no serviço de streaming.

  • Assistir |
    Um menu aberto de clássicos da era de ouro da TV

    “Não é TV, é HBO”, dizia o anúncio da emissora de TV a cabo mais famosa dos EUA. Pretensiosos? Talvez. Mas se você ficou curioso, é possível tirar a prova na próxima semana. A HBO Brasil disponibilizou o acesso gratuito a algumas de suas minisséries mais premiadas. O épico de guerra “Band Of Brothers”, a série policial “True Detective” e o mistério criminal “The Night Of” estão disponíveis na HBO GO e no site da HBO Brasil até dia 13 de maio. Além das minisséries, também é possível conferir as primeiras temporadas de “Família Soprano”, “Sex and The City” e “Barry”.

    30 de Abril de 2020
  • Assistir |
    Um olhar brasileiro sobre a crise dos refugiados

    Um dos grandes problemas do nosso tempo, a crise dos refugiados é discutida por um viés mais humanista. “Aeroporto Central”, novo documentário do cineasta cearense Karim Aïnouz (“Madame Satã” e “A Vida Invisível”), conta a história de pessoas que saíram do Oriente Médio e acabaram habitando um antigo aeroporto nazista, hoje um asilo para milhares de refugiados. O filme ganhou o prêmio da Anistia Internacional da Mostra Panorama, no 68º Festival de Berlim, e está disponível em diversas plataformas digitais.

  • Assistir |
    50 filmes franceses premiados em streaming

    Godard, Truffaut ou Rohmer? E qual seu filme francês favorito? Se você não sabe o que responder quando esse papo começa (ou, ainda, se é a pessoa que puxa esse tipo de papo), o “Festival Varilux Em Casa” é feito para você. Após o cancelamento da edição de 2020, o Festival Varilux optou por disponibilizar o acervo de filmes exibidos nas últimas edições de forma gratuita. São 50 títulos que vão da mais boba comédia, como “A Última Loucura de Claire Darling”, a thrillers, como “Branca Como a Neve”. Para assistir aos filmes, é preciso acessar o site e se cadastrar.

  • Assistir |
    21 anos depois, Jerry Seinfeld

    A linha de baixo que abre blocos dos episódios de “Seinfeld” mantém ecos da febre que foi a série décadas depois. Mas, antes de “Seinfeld”, sitcom sobre o nada, que tornou-se ícone da cultura americana, havia Jerry. O comediante nova-iorquino de stand-up está de volta, e dessa vez com material inédito para um especial da Netflix. “23 Hours To Kill” é seu retorno aos palcos após 21 anos. De mensagens de texto a restaurantes ruins, tudo vira piada para um dos mais influentes comediantes americanos de todos os tempos. O especial estreia nesta terça-feira (5) na Netflix.

    23 de Abril de 2020
  • Assistir |
    Amor atemporal no Globoplay

    Algumas histórias são atemporais. Troque telefones fixos por smartphones e pronto, e a narrativa é tão atual quanto um novo aplicativo de celular. “Todas as Mulheres do Mundo”, nova série do Globoplay, é a prova de que algumas obras merecem uma releitura. Baseada no homônimo filme de 1966, de Domingos de Oliveira, a série aposta no humor para falar sobre temas como vida, amor e morte. Acompanhamos Paulo, interpretado por Emilio Dantas, e cada episódio nos mostra um novo caso de amor na vida do arquiteto. Sophie Charlotte, Matheus Nachtergaele e Lilia Cabral completam o elenco da série, que está disponível no aplicativo da Globo.

  • Assistir |
    A Última Dança de Michael Jordan

    Se compararmos o lendário jogador de basquete americano Michael Jordan a passos de dança, ele provavelmente seria uma mistura da coreografia de "O Lago do Cisnes" com o Moonwalk, de Michael Jackson. A classe do jogador e a revolução causada dentro da quadra estão presente no novo documentário da Netflix “The Last Dance”, ou “Arremesso Final” em português. A última temporada do Dream Tream de Chicago (1997-98) é esmiuçada aos detalhes em dez episódios com imagens e entrevistas inéditas. Até os ex-presidentes dos EUA Barack Obama e Bill Clinton dão as caras no documentário já considerado definitivo sobre o maior jogador de basquete de todos os tempos.

    16 de Abril de 2020
  • Assistir |
    Um herói brasileiro na Netflix

    De Pablo Escobar a Capitão Nascimento, já era a hora de Wagner Moura assumir um papel de paz. Tido como um projeto pessoal pelo ator, “Sérgio” chega à Netflix nessa sexta-feira, 17. O filme, que conta também com a mais nova bond girl, Ana de Armas, conta a história de Sérgio Vieira de Mello, alto-comissário da ONU morto em um atentado terrorista em Bagdá. A cinebiografia mostra a vida e as lutas do brasileiro que era cotado para assumir a cadeira principal da organização. É também a estreia na ficção do documentarista Greg Barker, responsável pelo documentário “The Final Year”.

    09 de Abril de 2020
  • Assistir |
    Em tempos estranhos, uma série de TV estranha

    De Monty Python à "The Office", a comédia britânica sempre foi considerada uma das mais influentes do mundo. Suas produções podem não ser as mais populares em termos de audiência, mas pode ter certeza que os showrunners que escrevem as maiores sitcoms americanas amam as séries cult britânicas. É o caso da estranhíssima e hilária Peep Show, que vem se tornando uma das séries mais populares da quarentena dos britânicos. Seguindo a vida de dois amigos esquisitos, a comédia adota uma linguagem particular, com câmeras em ponto de vista e monólogos interiores. O humor negro da série é definido por um dos criadores como "a persistência teimosa do sofrimento humano". São apenas 54 episódios, cada um de 20 minutos, todos disponíveis na Netflix.

  • Assistir |
    O espaço no dia em que você nasceu

    “Leve-me até a lua e deixe-me brincar entre as estrelas”, cantou Frank Sinatra. O pedido do Sr. Sinatra é complicado de se realizar, mas hoje a Nasa tenta dar um jeito. Para comemorar os 30 anos do telescópio Hubble, a organização americana lançou o site “O que o Hubble viu no seu aniversário?”. É só colocar sua data de nascimento no site e a imagem do que o Hubble viu no dia do seu nascimento será mostrada na tela. Com 30 anos de material, a Nasa garante que ninguém ficará de mãos vazias.

  • Assistir |
    Filarmônica de Berlim a domicílio

    O mundo da música pode estar parado por tempo indeterminado, mas isso não vai impedi-lo de ter acesso aos melhores concertos da Alemanha no conforto de seu sofá. A casa de orquestra Filarmônica de Berlim disponibilizou, de graça, seu acervo de apresentações gravadas no local. Com mais de dez anos de acervo, o serviço de streaming Digital Concert Hall está aberto para todo o público. Gratuito por 30 dias, a plataforma ainda oferece documentários e entrevistas exclusivas com os maiores nomes da casa.

    02 de Abril de 2020
  • Assistir |
    Penso, logo existo

    Se a quarentena nos deu tempo para algo, foi para pensar. E com isso em mente o “Os Pensadores”, curso que originou a Casa do Saber, retorna após mais de trinta edições para resumir o que os grandes filósofos disseram e pensaram em mais de dois mil anos de história. De Platão a Freud, passando por Hegel, Descartes e Merleau-Ponty, o curso é uma porta de entrada acessível, mas profunda, sobre o pensamento filosófico. Os encontros são onlines e acontecem toda quinta-feira, das 20h às 22h. As aulas começam no dia 2 de abril.

  • Assistir |
    Em festival LGBTQ+, o alfabeto se diverte

    A pandemia do COVID-19 não poupa ninguém, mas minorias são particularmente mais vulneráveis. Foi pensando nisso, e na necessidade de nos distrairmos enquanto confinados, que o coletivo sociocultural MARSHA! está organizando o Festival MARSHA! ENTRA NA SALA, uma celebração da comunidade LGBTQ+. O evento ocorre nos dia 4 e 5 de abril e conta com nomes como Mel Gonçalves, Linn da Quebrada e Liniker em mais de 20 horas de programação no YouTube e no Instagram. A festa é gratuita, mas é possível ajudar com os custos através de um financiamento coletivo cuja renda será redistribuída para as artistas do festival, assim como cestas básicas angariadas, que vão para pessoas LGBT carentes.

    29 de Março de 2020
  • Assistir |
    Contra fake news, cinema verdade

    No momento em que o perigo das fake news pode custar vidas e que se vive o distanciamento social como regra, o Festival É Tudo Verdade resolve não adiar sua realização totalmente (alguns filmes serão projetados em setembro) e disponibiliza 31 documentários em streaming. O diretor e fundador do festival, Almir Labaki, diz inclusive que, no ano em que comemora a 25ª edição, num contexto de desinformação, nunca se fizeram tão necessários documentários de qualidade. Ao todo, são 64 horas de cinema que incluem títulos clássicos premiados em outras edições como ‘A Pessoa É Para o Que Nasce’, de Roberto Berliner; ‘Nós Que Aqui Estamos, Por Vós Esperamos’, de Marcelo Masagão; ‘A Negação do Brasil’, de Joel Zito Araújo; e ‘Rocha que Voa’, de Eryk Rocha. Há ainda uma homenagem a Zé do Caixão e um programa com títulos apenas de diretoras, como Renata Druck, Helena Solberg e Veronique Ballot.

  • Assistir |
    Uma rede social de dar inveja a Marina Abramovic

    Um minuto de silêncio. Olho no olho de um completo desconhecido. Sem qualquer tipo de comunicação, apenas uma conexão honesta pelo olhar. A descrição pode até lembrar uma intervenção artística de Marina Abramovic, mas é a proposta do site Human Online. A plataforma é um espaço para se conectar com as pessoas ao redor do mundo e durante um minuto, compartilhar a simplicidade do existir com um estranho. Sem conversas ou pensamentos, apenas o momento.

  • Assistir |
    Delivery de Ópera

    Já pensou conseguir assentos incríveis para assistir a Rossini, Verdi e Bizet em montagens da Metropolitan Opera, uma das mais renomadas do ramo? Bem, você já conseguiu. O assento é seu sofá, basta apenas que acesse esse link disponibilizado no site do MET Opera. Na programação do Nightly Met Opera Stream, há um clássico por noite. As obras ficam disponíveis por 23 horas e fazem parte do longo acervo de mais de 14 anos de gravações da companhia. A programação está disponível no site e inclui até peças contemporâneas como 'Nixon in China', composto e regido por John Adams.

  • Assistir |
    Um sopro de teatro na sua casa

    Programada para ser encenada em São Paulo na última Mostra Internacional de Teatro (MIT-SP), mas cancelada às vésperas da apresentação pelas orientações de distanciamento social, a peça ‘Sopro’, do premiado dramaturgo português Thiago Rodrigues, está disponível na sala online do teatro lisboeta D. Maria II. O texto revisita clássicos da dramaturgia e versa sobre os bastidores das produções, homenageando a figura oculta do ponto, profissional que sopra falas e marcações no ouvido dos atores. Na peça, essa guardiã do texto contracena com cinco atores e diversos fantasmas.

  • Assistir |
    Se depender dela, você não vai passar fome

    Gênia da cozinha prática e criadora do site Panelinha, Rita Lobo preparou um compilado de receitas, listas de compras, orientações para higienizar e congelar alimentos e vídeos para os dias de distanciamento social. Ela tem feito lives direto da cozinha de casa, de onde ensina pratos e bota a família para cozinhar com ela - o marido Ilan Kow aprendeu ao vivo a preparar feijão. Na última semana, até o humorista Fábio Porchat, que não frita um ovo, dividiu a tela com Rita e se aventurou a preparar uma omelete com a esposa Nataly. Há ainda um vídeo didático de como fazer pão chato com fermento biológico (de bolo) em poucos minutos.