Bloco de notas da Semana "Saudades de viajar?" — Gama Revista
Saudade de viajar?
Icone para abrir
Edward Hopper/Smithsonian American Art Museum

5

Semana

Bloco de notas

Um podcast sobre viajar gastando pouco, relatos de um comissário-tiktoker, casas bacanas garimpadas no Airbnb. Uma lista de referências da equipe Gama

18 de Julho de 2021

5

Semana

Bloco de notas

Um podcast sobre viajar gastando pouco, relatos de um comissário-tiktoker, casas bacanas garimpadas no Airbnb. Uma lista de referências da equipe Gama

18 de Julho de 2021
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Edward Hopper/Smithsonian American Art Museum

    Neste momento da pandemia, o desejo de viajar do brasileiro é maior que o de encontrar um amor, ser promovido no trabalho e sair para jantar com a família toda. Foi o que descobriu pesquisa da plataforma de reservas Booking.com, com intenção de entender do que os viajantes mais sentem saudade e do que eles estão dispostos a abrir mão para voltar a viajar – 62% dos entrevistados do Brasil também afirmaram que preferem viajar a comprar um carro. A SAUDADE DE VIAJAR está apertada, mesmo.

  • Antes da covid-19, o crescimento da indústria do turismo já causava uma série de impactos negativos no meio ambiente, da emissão de gases do efeito estufa à degradação de ecossistemas delicados, passando pelo acúmulo de lixo e o abuso de animais. Para o retorno, reportagem especial do New York Times mostra caminhos para VIAJAR DE FORMA MAIS SUSTENTÁVEL, como evitar a alta temporada, escolher agências responsáveis, não embarcar em navios de cruzeiro e reduzir o consumo de plástico.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Ullstein Bild / Getty Images

    Na última edição da Gama sobre viagem, trouxemos uma entrevista com a pesquisadora Laura Sinay sobre turismo sustentável, falamos das dificuldades que pessoas gordas passam em viagens e conversamos com o crítico gastronômico Josimar Melo sobre como aproveitar melhor os destinos visitados. Vale ver também reler esses depoimentos de MULHERES QUE VIAJAM SOZINHAS.

  • Recentemente, o brasileiro Lucas da Silva Ramos, comissário da companhia aérea Etihad, dos Emirados Árabes, viralizou no TikTok contando SITUAÇÕES INUSITADAS EM VOOS. Bem humorado, ele fala sobre roubos a bordo, elenca coisas nojentas que já encontrou no avião (cocô no chão e absorvente usado entre elas) e conta causos com passageiros espertinhos. Segundo ele, o maior estopim de problemas nos voos é a falta de frango nas refeições.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Instagram/@achadosdoairbnb

    Na pandemia, ALUGAR UMA CASA virou saída para viajar e manter o isolamento. Criado por uma médica paulistana, o site e página no Instagram Achados do Airbnb faz uma curadoria de imóveis localizados a até 300 km de grandes centros urbanos pelo Brasil. Preço da diária e informações como número de quartos e permissão para levar pets vêm nos anúncios.

  • “Se todos os adultos jovens fossem enviados por duas semanas a um país estrangeiro, dois terços dos problemas diplomáticos do mundo seriam resolvidos”

    Andrew Solomon, jornalista americano, em “Lugares Distantes: como viajar pode mudar o mundo” (Companhia das Letras, 2018). No livro, ele traz uma coletânea de HISTÓRIAS DE VIAGEM por mais de 80 países que vão muito além do turismo, partindo de personagens que encontrou na estrada para falar de transformações culturais, políticas, espirituais e econômicas ocorridas em diferentes lugares. Solomon defende que viajar representa uma oportunidade de combater a ignorância e a intolerância.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Instagram/@streetview.portraits

    Enquanto não é possível ir muito longe, o jeito é se divertir com o que tem online. Dá para perder algum tempo no site Random Street View, que seleciona imagens aleatórias do Google Street View pelo mundo: você clica e está em uma cidadezinha na Lituânia; clica de novo e cai em uma praia na Indonésia; mais uma vez e dá em um bosque nos EUA. Com pegada parecida, o perfil no Instagram @streetview.portraits posta imagens interessantes que encontra no Street View.


  • O podcast “Se Meu Mochilão Falasse” aborda todo o universo da viagem, “das vitórias aos perrengues”, mas fala principalmente com quem quer VIAJAR COM POUCO DINHEIRO por longos períodos. Apresentado pelas viajantes Mary Teles e Andrea Leonel, traz episódios sobre voluntariado em troca de hospedagem, viagens de carona, trabalho de au pair (babá no exterior) e vida de nômade digital.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Divulgação/TLC

    Os programas do americano Anthony Bourdain (1956-2018) possivelmente ainda são os melhores de viagem (e comida) já feitos. Disponível em plataformas de streaming no Brasil (Now Online/Claro Vídeo), “Fazendo Escala” propõe mostrar diferentes cidades em ROTEIROS DE 48 HORAS. Em duas temporadas, tem episódios por Toronto, Taipei, Dublin, Hong Kong e São Paulo.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Reprodução

    Para se inspirar, o filme “Tracks” (2013) (disponível no Looke, canal da Amazon Prime) conta história real de Robyn Davidson, que atravessou 2.700 quilômetros a pé no deserto australiano na companhia de camelos em 1977. O filme, estrelado por Mia Wasikowska e Adam Driver, foi baseado no livro homônimo escrito por Davidson. Na época, a jornada foi retratada em partes por um fotógrafo da National Geographic e estampou a capa da revista.