Bloco de notas da Semana "Família: qual é a sua?" — Gama Revista
Família: qual é a sua?

5

Bloco de notas

Bloco de notas

A família da série “Pose”, Caetano Veloso e os filhos e uma coleção de textos sobre amizade. A imperdível seleção de conteúdos da equipe Gama

5

Bloco de notas

Bloco de notas

A família da série “Pose”, Caetano Veloso e os filhos e uma coleção de textos sobre amizade. A imperdível seleção de conteúdos da equipe Gama

06 de Dezembro de 2020
  • Imagem da listagem de bloco de notas
    FX / Divulgação

    Família não é só a de sangue: é também quem escolhemos cuidar e amar. É o que mostra série POSE (2018), da Netflix. A produção é ambientada na Nova York dos anos 80 e 90, décadas em que a cultura do ballroom, que dava apoio e refúgio à população LGBTQ+, vivia seu ápice. Na história, Blanca, uma das personagens principais e frequentadora de bailes da comunidade, acolhe como parte de sua própria família jovens gays que foram expulsos de suas casas por conta do preconceito que sofriam.

  • E OS AMIGOS? Eles também são família — a que a gente escolhe. Em uma edição da Gama dedicada à amizade há uma reportagem sobre como e por que construímos (e às vezes destruímos) nossos relacionamentos com amigos; Hilda Hilst e sua casa sempre cheia de afetos; amizades icônicas, como a de Lô Borges e Milton Nascimento e uma conversa virtual entre duas grandes comadres, Teresa Cristina e Marina Pearson.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Divulgação

    De acordo com Gilberto Gil, sua família é um pomar: três casamentos, oito filhos, dez netos e uma bisneta. E como os frutos nunca caem muito longe do pé, a maioria seguiu o caminho do patriarca. É o caso de José, João e Francisco, filho e netos de Gil e integrantes do trio GILSONS, formado em 2018 e que bebe das influências do MPB, do Olodum e dos blocos afros.


  • Uma família de pessoas comuns: esse é o foco da série THIS IS US (2016), que acompanha os passos de um pai, uma mãe e seus três filhos. O título aborda questões importantes que cercam a família Pearson (e tantas outras), como o racismo sofrido pelo filho negro adotado, os desacordos e diferenças entre pais, filhos e irmãos, alguns diálogos difíceis demais e uma perda irreparável, que vai pautar todos os conflitos familiares.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Divulgação

    O convívio em família pode até ser agradável, mas em certos casos, “PARENTE É SERPENTE” (1992), já diria o título italiano de Mario Monicelli. O longa traz às telas um casal de idosos que convida filhos e netos para comemorarem o Natal juntos. O que parecia ser um encontro inofensivo, se transforma em uma reunião familiar repleta de ressentimentos e segredos antigos, traduzidos em uma comédia sobre parentes que se divertem e quase se matam, mas que sempre mantém as aparências.

  • Na edição de 2017 da Flip, Noemi Jaffe e Scholastique Mukasonga, de Ruanda, se reuniram em torno da mesa de conversa “EM NOME DA MÃE”, na qual falaram sobre histórias de guerra, de sobrevivência, de invenções e reconstruções artísticas. Apesar das nacionalidades distintas, elas compartilham o passado doloroso: Noemi, que é filha de uma sobrevivente de Auschwitz, e Scholastique, que perdeu a família no genocídio no genocídio praticado no país africano em 1994.


  • Poucas figuras públicas foram tão ranzinzas quanto Antônio Abujamra. Em “Provocações”, seu programa de entrevistas na TV Cultura, ele costumava ironizar e questionar seus convidados, honrando o nome do programa. Algumas vezes, entretanto, o entrevistado desarmava Abu. Foi o que aconteceu na vez de André Abujamra, músico e seu filho. A CONVERSA ENTRE PAI E FILHO é tocante, assim como a admiração mútua.

  • Para os pais de primeira viagem, ou aqueles que já estão na quarta gravidez e ainda se sentem perdidos, há luz no fim do túnel: a newsletter PARENTING, do New York Times, traz uma seleção de conteúdos e dicas sobre filhos, que envolvem os temas da saúde, uso de telas, educação e diálogo, além de histórias pessoais e pequenas vitórias de pais.

  • Imagem da listagem de bloco de notas
    Paulo Mendel / Divulgação

    FAMÍLIA STRONGER é uma comunidade LGBTQ+ formada por 250 membros que assumem o mesmo sobrenome e relações de parentesco. A iniciativa possui um coletivo na periferia de São Paulo, que acolhe pessoas rejeitadas por conta de sua sexualidade ou gênero, e mobiliza manifestações na luta contra o preconceito. O projeto expõe narrativas em múltiplos canais, por meio de webdocumentário, perfil no Instagram, vídeoretratos, fotografias e depoimentos.

  • Imagem da listagem de bloco de notas

    Caetano Veloso e sua família se juntaram para lançar  OFERTÓRIO, em 2018. Um show e disco que produziu que com os filhos Tom, Zeca, Moreno e a companheira Paula Lavigne. A apresentação rodou o mundo e teve até live histórica na quarentena. Sobre a parceria, o pai admitiu: “É o que há de melhor na minha vida agora”.