Conteúdos sobre Internet na Gama Revista

Internet

Imagem de destaque do post
Assistir

O retorno do Ballet de Nova York

O vídeo do New York City Ballet, dirigido por Sofia Copolla e disponível no Youtube, dá as boas vindas ao espectador após um ano de pausa forçada e uma sensação de sonho. São 24 minutos, quase todos eles em preto e branco, e cinco coreografias -- dois solos, dois duos e a final de “A Bela Adormecida”. Nos faz lembrar que esse esta arte, tão distante de nós desde que a pandemia começou, ainda existe e será uma possibilidade em breve. (Isabelle Moreira Lima)
Imagem de destaque do post
Fazer

Um curso por mais democracia na internet

O nome é engraçado: Chora, Morozov! faz referência ao cientista político bielorusso famoso pelo pessimismo sobre os riscos que a internet e as redes sociais representam para a democracia. Bem, a ideia do curso é justamente preparar quem influencia nas redes para contrariá-lo. Com um time de professores interessantíssimo, o curso de seis semanas é gratuito, online e ao vivo, e afia o poder de argumentação de quem está à frente do debate. (Isabelle Moreira Lima)
Imagem de destaque do post
Fazer

Arte de rua paulistana

Com obras espalhadas por cinco regiões de São Paulo, o Museu de Arte de Rua promove o projeto MAR360º, um passeio com imersão virtual por 110 km. São obras de diversos artistas presentes em prédios e muros por toda a metrópole. Para visualizar, é só acessar o site e escolher no mapa a região que deseja visitar. Há ainda a possibilidade fazer download de um tour virtual completo. (Dandara Franco)
Imagem de destaque do post
Ler

Um papo com o homem que previu a internet

Na década de 1980, o físico teórico e escritor Michael Goldhaber já havia previsto o futuro da internet com precisão. Da radicalização da política à cultura de influencers, o profeta da web previu Donald Trump e as redes sociais. Em entrevista ao New York Times, que definiu Goldhaber como “Cassandra da Internet”, o escritor explicou o caos em que nos metemos e o que podemos fazer para sair dele. (Daniel Vila Nova)
Imagem de destaque do post
Ler

A batalha pela linguagem visual da contracultura

Neste texto, a crítica de design e arte Madeleine Morley investiga como a estética da contracultura evoluiu, das vanguardas artísticas europeias até o punk, emulando estratégias visuais do mainstream. Contando com depoimentos de membros de grupos como Guerrila Girls e figuras como Malcolm Mclaren, Madeleine discute como os tempos atuais da comunicação digital nos desafia a não alienar, e sim aproximar, as pessoas das causas. (Guilherme Falcão)
Imagem de destaque do post
Assistir

Um teatro de sombras lynchiano

David Lynch se tornou um YouTuber. Em seu canal, onde posta previsões do tempo diárias, lançou o curta de animação “Fire(Pozar)”, escrito, desenhado e dirigido por Lynch em 2015. O filme de dez minutos de duração é fruto da parceria do diretor com o músico polonês Marek Zebrowski e o animador japonês Noriko Miyakawa. Ainda que tentar explicar uma obra de Lynch em algumas linhas seja perda de tempo, aqui vai: árvores, tempestades e criaturas inomináveis tomam a tela na animação em preto e branco, que lembra um teatro de sombras. O curta pode ser visto no YouTube.
Imagem de destaque do post
Assistir

O oposto de 'Black Mirror'

Charlie Brooker, o criador de “Black Mirror”, disse que daria um tempo na série porque o mundo estava triste e sombrio demais. Isso explica o sucesso da nova ficção científica da Amazon Prime Video “Tales From The Loop”, batizada como a “antiBlack Mirror” pela internet. A antologia opta por explorar a relação entre a humanidade e a tecnologia sob um prisma positivo e esperançoso, talvez o que o mundo mais necessite no presente momento. Cada episódio é baseado em um quadro do pintor sueco Simon Stålenhag. A série já está disponível no serviço de streaming.