Conteúdos sobre antirracismo na Gama Revista

antirracismo

Imagem de destaque do post
Ir

A arte Abdias Nascimento no Masp e no Inhotim

O multiartista e ativista dos direitos civis Abdias Nascimento (1914-2011) ganha uma exposição de 62 obras no Masp, em São Paulo, poucos meses depois de ter ganhado um pavilhão inteiro no Inhotim (MG) dedicado a sua obra por dois anos. As duas exibições mostram como Abdias, importante militante da luta pela igualdade racial, combina cores numa bela celebração da cultura negra. Até 5/6 no Masp. (Isabelle Moreira Lima)
Imagem de destaque do post
Fazer

Um curso de psicanálise com ênfase nas relações raciais

Se psicólogos e pacientes precisam ter os mesmos marcadores e identidades sociais, Gama já questionou e buscou respostas. Aos entusiastas do tema, o Instituto Gerar oferece um curso de psicanálise, de março a junho, que mergulha no campo das relações raciais. A partir de um panorama ético, social e político da clínica, os psicólogos Fabiana Villas Boas, Kwame Yoanatan e Paulo Bueno vão abordar obras referências sobre o tema, como “Tornar-se Negro”, da psicanalista Neusa Santos Souza (foto). Inscrições pelo site. (Manuela Stelzer)
Imagem de destaque do post
Assistir

‘Cabeça de Nêgo’, filme sobre aluno que reage a ataque racista

Inspirado por um livro dos Panteras Negras, o longa, destaque na Mostra de Cinema de Tiradentes, estreia nos cinemas brasileiros nesta semana. Dirigido pelo cearense Déo Cardoso, aborda o preconceito e o descaso com a educação na figura do protagonista adolescente Saulo, que é expulso da escola depois de reagir a um insulto racista. Quando mesmo assim se recusa a ir embora, ele acaba servindo como estopim para um levante estudantil. (Leonardo Neiva)
Imagem de destaque do post
Ler

Precisamos falar de branquitude e racismo

Em outubro de 2020, o Instituto Ibirapitanga realizou o encontro “Branquitude: racismo e antirracismo”, um convite para repensar as relações raciais no Brasil. A conversa virtual contou com a participação de nomes como Sueli Carneiro, Thiago Amparo e Flávia Oliveira. O sucesso foi tamanho que agora o Instituto lança um caderno homônimo, que organiza falas importantes do encontro. Nesta quinta-feira (12), às 18h30, uma live com a participação da colunista da Gama Winnie Bueno marca o lançamento do caderno com um debate sobre o tema. (Manuela Stelzer)
Imagem de destaque do post
Ler

Um ano do Negrê, primeiro portal de mídia negra nordestina

Foi por inspiração nas ideias compartilhadas com a hashtag #BlackTwitterNordestino que as jornalistas cearenses Larissa Carvalho e Sara Sousa se reuniram para montar o site Negrê. O portal, que completa um ano, reúne comunicadores dos nove estados da região e propõe mais diversidade de narrativas, abraçando o antirracismo nordestino como alternativa contra a xenofobia. Nesse tempo, o Negrê conquistou prêmios Neusa Maria de Jornalismo Negro e ampliou os canais, com podcasts e quadros no IGTV. (Andressa Algave)