Débora Falabella — Gama Revista
Questionário Proust

Débora Falabella

Atriz e produtora

23 de Julho de 2022

Nascida em 1979 em Minas Gerais, a atriz e produtora fez história na televisão com personagens como Mel, de “O Clone”, e Nina, de “Avenida Brasil”. Além da TV, Falabella tem 27 anos de teatro e é cofundadora da companhia teatral “Grupo 3 de Teatro”, ao lado de Yara de Novaes e Gabriel Fontes Paiva. Atualmente, é finalista do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro na categoria de melhor atriz pelo filme “Depois a Louca Sou Eu”

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    Viver em um país em que se tenha esperança e que respeite nosso povo e nossa cultura.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Perder os que amo.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    A ansiedade que paralisa.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    Indiferença, falta de empatia.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Muita gente. Ainda bem que tem muita gente boa no mundo. Neste momento nossos artistas e os ativistas do nosso país, que de maneiras distintas nos fazem pensar em futuros possíveis.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Pedir um hambúrguer gigante, batata frita e sorvete depois de um dia difícil e comer dizendo: eu mereço.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Emocionalmente cansada.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    Equilíbrio.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Quando eu entendo que a verdade vai ser mais dolorosa.

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    A postura de quem às vezes quer carregar tudo nas costas.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Tá fácil. O presidente atual.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Humor, inteligência e sensibilidade.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Humor, inteligência e sensibilidade.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Tenho abusado das expressões amorosas. Te amo, te adoro, se cuide, saudades, fique bem.

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    Minha família, meus amigos e o teatro.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Sou feliz demais quando estou no palco vivendo outras vidas.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    Queria saber tocar muitos instrumentos.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Queria ter começado a fazer terapia mais cedo.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Conseguir ser feliz com o que faço e encontrar no teatro uma voz.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Um rio.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Amo minha casa. Mas gostaria de fugir pro meio do mato às vezes.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Hoje em dia, minha rede.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    Ser conivente e entusiasta desse governo terrível.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Dançar.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Sou quieta e gosto do silêncio.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    Eles estarem comigo para o que der e vier.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    Ana Martins Marques, Guimarães Rosa, Machado de Assis, Audre Lorde, Hilda Hislt, Paul B. Preciado, entre muitos outros.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    Wandinha Addams.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Não consigo pensar em nenhuma. Acho triste. E acho que isso é o reflexo do que a nossa geração aprendeu nos livros. Poucas mulheres reconhecidas e muitas apagadas.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Os ativistas do nosso país que lutam pelos nossos.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Maria e Antônio.

  • 32

    O que você mais detesta?

    A falta de gentileza e a intolerância.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Perder tempo.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Dormindo e sem dor.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Sempre muda. Mas hoje meu lema é uma música do Chico: “Apesar de você, amanhã há de ser, outro dia”.