Carol Solberg responde - Questionário Proust — Gama Revista
Questionário Proust

Carol Solberg

Atleta

05 de Junho de 2021

A jogadora de vôlei de praia começou a carreira no esporte aos 11 anos e coleciona lugares em pódios mundo afora. Em setembro de 2020, ganhou destaque por ter gritado “fora Bolsonaro!” em uma entrevista após a cerimônia de premiação de uma etapa do circuito brasileiro

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    Ver todo mundo vacinado, impeachment do atual presidente e comida na mesa para todos os brasileiros.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Perder alguém que eu amo.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Detesto ser ansiosa e falar alto.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    Arrogância e falta de educação.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Caetano Veloso, ele sem dúvida é o cara que mais me emociona, piro em tudo que ele faz.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Mudar meu voo e pagar extra por isso para chegar em casa logo.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Eu tô indignaaaaaaaaaada, Brasiiiil! Triste, cansada, mas ainda com muita esperança.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    A calma - tem horas que a calma de alguns me enlouquece.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Quando perguntam onde estou quando estou atrasada, sempre falo que estou uma rua adiante da que realmente estou. É mais forte do que eu...

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    Não gosto quando meu braço fica muito forte, não acho bonito...

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Moleza essa, né? Bolsonaro.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Generosidade.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Coragem e generosidade.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Tô exausta! Preciso me alimentar! Tô com sono!

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    José e Salvador. Meus filhos.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Sem dúvida o dia em que meus filhos nasceram foi a maior explosão de amor e felicidade que senti na minha vida.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    Queria muito saber tocar um instrumento ou ao menos ter ritmo.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Eu teria coordenação e saberia dançar muito.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Ter acreditado no meu instinto e ter corrido atrás do Fernando (meu marido) como se não houvesse amanhã. E lá se vão 12 anos de muito amor e dois filhos.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Eu adoraria ser uma cantora fodona.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Queria morar numa floresta por um tempo.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Meu mergulho no mar.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    O negacionismo e quem ainda votaria no Bolsonaro.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Estender minha canga numa praia vazia.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Eu deixo areia por onde eu passo. Meu pé, meu cabelo, meu carro e minha bolsa estão sempre cheios de areia.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    Me fazerem sentir que estão sempre por perto mesmo quando estamos longe.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    Os últimos que li são os que estão mais vivos em mim: Chimamanda, Conceição Evaristo, Ana Maria Gonçalves, Bell Hooks, Giovana Maldisse e Ailton Krenak.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    Kehindé, do livro "Um Defeito De Cor".

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Não faço a menor ideia...

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Meus heróis são os médicos e profissionais da saúde que estão na linha de frente nessa pandemia desde o início.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Scarlet Moon de Chevalier, Arrigo Barnabé e Maria da Fé.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Poltrona do meio no avião.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Não ter ido a literalmente todos os shows do Caetano Veloso que tiveram antes da pandemia.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Dormindo.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Não sei se tenho um lema, mas quero ser verdadeira comigo e correr atrás do que acredito. Nesse momento que estamos vivendo, meu lema é ser contra tudo o que esse governo representa; é ser antirracista, é aprender mais sobre a verdadeira história do Brasil, é não me anestesiar diante de tanto absurdos, é estar mais conectada com a natureza e com o que realmente faz sentido pra mim no meio do caos. E fora Bolsonaro!