Gabriela Prioli responde -- Questionário Proust — Gama Revista
Questionário Proust

Gabriela Prioli

Advogada e apresentadora

10 de Julho de 2021

Mestre em direito penal pela USP, ela se tornou uma popular influenciadora digital comentando política de forma didática e acessível nas redes sociais, ao lado de famosos como Anitta. A apresentadora do “CNN Tonight” lança em agosto, pela Cia das Letras, seu primeiro livro, “Política é para Todos”

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    Felicidade perfeita é se apropriar de quem se é e conseguir desfrutar o momento sem culpa nem temor.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Perder as pessoas que eu amo.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Detestar é muito forte. Eu não detesto nada em mim porque eu tenho absoluta consciência de que eu faço o melhor que posso com aquilo que tenho à minha disposição. Gostaria de ser menos ansiosa e de criar menos expectativas sobre as atitudes de terceiros.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    Ainda acho detestar uma palavra muito forte, mas repudio quem se coloca acima dos outros, de qualquer forma. No limite, não me relaciono com pessoas racistas, misóginas e homotransfóbicas. Todos estamos num processo aprimoramento e despojamento de preconceitos que muitas vezes não percebemos habitarem em nós, mas pessoas conscientemente preconceituosas não entram no meu círculo.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Minha mãe.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Hoje em dia? Tomar muitos banhos por dia (meu espaço de boas ideias) e tirar cochilos durante a tarde nos dias de muito cansaço. Tempo pra mim tem sido minha extravagância.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Instável. Me sinto cansada, triste e ansiosa ao mesmo tempo em que vivencio um momento de realização pessoal e profissional.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    Não necessariamente superestimada, mas lealdade e gratidão podem ser instrumentalizadas pra se tornarem subserviência.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Quando respondo uma pergunta sobre quando eu minto, risos. Fôssemos tão sinceros quanto dizemos ser e as pesquisas sobre comportamento não precisariam considerar como variável o efeito daquilo que quem responde à pesquisa entende ser a expectativa do pesquisador. Boas mentiras? As que conto para mim mesma sobre as possibilidades de conquistar aquilo que parece absolutamente impossível. Me encorajo no auto engano.

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    Gosto menos do tônus muscular que eu perdi nesse quase ano e meio sem exercícios. Mas é um preciosismo exagerado. Já tive minhas paranóias, mas hoje posso dizer que estou confortável dentro do meu corpo.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Hoje, sendo brasileira? O presidente da República. Um líder eleito, que assumiu o compromisso de governar para todos os cidadãos brasileiros e abandonou os meus compatriotas só pode ter o meu desprezo. Como se não bastasse, fez piada do sofrimento alheio.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Respeito, integridade, compaixão e determinação.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Respeito, integridade, compaixão e determinação. E coragem. Mulheres precisam de mais coragem e autoconfiança. Admiro as que, mesmo num cenário adverso, conseguem nutrir essas características.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Uau! De várias! Sou a rainha da frase decorada!

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    Um maior amor da vida? Não consigo. Alguns maiores amores. Meu pai, na memória. Minha mãe e meu irmão. Meu marido.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Quando eu me dei conta de que ser feliz é uma constância que inclui revezes.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    Queria cantar e tocar instrumentos. Cantar eu até arrisco, mas falta ali um violão…

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Seria menos medrosa. Digo que sou a medrosa mais corajosa que eu conheço. Eu enfrento os meus medos, mas eu os sinto, viu? Como sinto!

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Construir pra mim exatamente o espaço que eu queria ocupar. Quando eu dizia que faria o que faço hoje, que me apresentaria como eu me apresento, eu ouvia que não era possível, já que esse lugar não existia. Agora ele existe e pode ser ocupado por mim e pelas outras Gabrielas que virão.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Acho que eu estou feliz sendo eu. Queria ser eu de novo… ou um pássaro. Voar por aí deve ser bom.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Eu gostaria de passar umas temporadas fora. Nova York, Paris, Roma, Buenos Aires. Acho que NY seria o primeiro destino.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Não sou apegada a pertences, mas diria o meu urso de pelúcia que ganhei do meu pai quando nasci.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    Perder a humanidade. Não conseguir olhar além de si e sentir dor pelo sofrimento do outro.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Ler sem hora!

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Diria que sou justa, mas achei que valeria a pena uma opinião de terceiros. Minha mãe respondeu primeiro a mensagem: “Tenacidade, segurança, articulação (no sentido de ser articulista e saber muito bem o que quer)”.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    Respeito. Gosto de relações alicerçadas no respeito pela individualidade de cada um.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    Muitos, mas amo Fernando Pessoa.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    O bispo que ajudou o Jean Valjean em “Os Miseráveis”.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Marie Curie, como inspiração pelo protagonismo feminino.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Minha mãe. Ela que me carregou nas costas para eu poder voar!

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Ihhh, vou contar os nomes dos meus filhos… Francisco, Beto, Catarina e Olivia.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Desrespeito, como atitude. (Não gosto de miúdos também, se a pergunta tiver sido mais nesse sentido).

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Me arrependo dos meus vícios na escolha de relacionamentos anteriores. Vivi dores profundas em virtude deles, mas tenho consciência de que foram importantes para o meu amadurecimento.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Em paz. Com as pessoas que eu amo. Sem dor.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Quando você encontra aquilo que te faz vibrar, ninguém te seguro. Nem na fala, nem na vida.