Leandro Karnal -- Questionário Proust — Gama Revista
Questionário Proust

Leandro Karnal

Historiador, escritor e apresentador

31 de Julho de 2021

O historiador e escritor best-seller se tornou uma presença constante na TV graças a sua versatilidade para falar sobre os mais variados assuntos. Apresentador do CNN Tonight, ele também comanda o canal “Prazer, Karnal” no YouTube e acaba de lançar “A Coragem da Esperança” (Ed. Planeta)

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    “Perfeita” é palavra forte.... A maior felicidade (imperfeita) é a serenidade da mente.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Antes era ficar cego. Hoje é ser covarde com a vida.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Insegurança, que gera agressividade, prepotência e raiva.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    A raiz de todo defeito humano: não se conhecer.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Barack Obama. Quase o encontrei uma vez...

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Hoje: vinhos e viagens. Outrora? Tempo e energia excessivos para o sexo.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Mente pulsante.

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    Fama.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Quando tenho medo.

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    O magnetismo do meu abdômen: atrai tudo o que eu como e guarda com afeto para sempre.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Qualquer ser racista.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Inteligência.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Inteligência.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Estrutural, orgânico, cultural, cíclico, mundo líquido, imanência, desapego, metafísica, retórica...

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    Tenho muitos amores. Amo e sou amado. Focarei no primeiro: minha mãe.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Agora.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    Desenhar.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Diminuir minha sensibilidade com a opinião alheia.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    O conhecimento.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    Um pinheiro em um bosque temperado.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Em uma casa com vista para o lago de Garda, na Itália.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    Meu piano.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    Perder a esperança.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Ler ouvindo música.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Meu olhar, nunca mente.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    Fidelidade.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    Shakespeare, Dante, Clarice Lispector, Fernando Pessoa, Eça, Machado, Cervantes, Valter Hugo Mãe, Érico Veríssimo e muitos outros.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    Há dias Hamlet e outros G.H. Já tive meses quixotescos. A longo prazo tendo a ser Fausto.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Sem endossar todas as ações ou valores, Winston Churchill.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    Quem olha para o mundo e decide mudá-lo para melhor. De todos os que lutam, em particular, admiro os professores da rede pública, do fundo do coração.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Nomes curtos e densos: Ana, Pedro, Bruno, Sofia, João, Vitor. Gosto do meu, homem-leão: Leandro. Houve juba, um dia.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Ambientes pretensiosos. Gente que fala muito alto. Cheiro ruim (meu nariz é de cachorro perdigueiro). Autoritários de esquerda e de direita. Poesia ruim. Burrice orgulhosa.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Ter dedicado tempo e dinheiro a quem não merecia. Ter me permitido ser atingido pela inveja.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Sem dor, em casa, sem dramas e com a consciência em paz.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Uma frase de Virgílio que meu pai citava: labor omnia vincit (o trabalho vence tudo). Está dentro da gola dos meus ternos.