Questionário Proust: Jorge Furtado - Gama Revista
Questionário Proust

Jorge Furtado

Roteirista e cineasta

Leonardo Neiva 28 de Agosto de 2021

Autor, ao lado de Guel Arraes, da peça “O Debate” (Cobogó, 2021), ambientada no hipotético dia do último debate entre Lula e Bolsonaro, o cineasta gaúcho dirigiu e roteirizou longas como “Saneamento Básico, o Filme” (2007), além de séries como “Sob Pressão” e “Mister Brau”

  • 1

    Qual é sua ideia de felicidade perfeita?

    A música.

  • 2

    Qual é o seu maior medo?

    Perder a capacidade de me espantar. Rezo em silêncio, todos os dias, para a entidade criada por Kurt Vonnegut, “Nossa Senhora do Perpétuo Espanto”.

  • 3

    Que característica mais detesta em você?

    Preguiça. Gostaria de ter mais paciência com as coisas chatas que são necessárias.

  • 4

    Que característica mais detesta nos outros?

    O preconceito.

  • 5

    Que pessoa viva você mais admira?

    Fernanda Montenegro.

  • 6

    Qual é a sua maior extravagância?

    Se extravagância for pensado como uma burrice prazerosa momentânea da qual você se arrepende, em minha primeira viagem aos EUA, em 1976, gastei um dinheiro que não tinha comprando todos os discos do Jethro Tull. Sem a parte da burrice e do arrependimento, minha maior extravagância são os livros.

  • 7

    Qual é o seu estado mental atual?

    Pânico controlado. Como disse minha amiga Britney, “Vamos nos desesperar com calma!”

  • 8

    Que virtude considera superestimada?

    A sinceridade.

  • 9

    Em que ocasião você mente?

    Muitas! Estreias, pré-estreias, velórios, visitas à maternidade, festivais de cinema, almoços preparados por amigos. Oscar Wilde ensinou que “pouca sinceridade é uma coisa perigosa, e muita sinceridade é absolutamente fatal.”

  • 10

    O que menos gosta sobre sua aparência?

    Nunca reparei, não saberia dizer.

  • 11

    Que pessoa viva você mais despreza?

    Nosso presidente genocida.

  • 12

    Que qualidade mais admira em um homem?

    Sabedoria, coragem, senso de justiça.

  • 13

    Que qualidade mais admira em uma mulher?

    Sabedoria, coragem, senso de justiça.

  • 14

    De que palavras ou frases você abusa?

    Espero que de nenhuma. Humpty Dumpty (criação de Lewis Carroll) está certo: “Você pode fazer qualquer coisa com os adjetivos, mas não com os verbos”. Tenho especial carinho pelos verbos, um certo apego por substantivos e uma implicância crescente com adjetivos, especialmente os que vivem acompanhados por bandos de pontos de exclamação, os milicianos da língua.

  • 15

    O que ou quem é o maior amor da sua vida?

    Nora, Alice, Julia e Pedro.

  • 16

    Quando e onde você foi mais feliz na vida?

    Não sei ainda.

  • 17

    Que talento você mais gostaria de ter?

    Se o dedo médio da minha mão esquerda fosse capaz de obedecer ao meu cérebro para fazer uma pestana e produzir um fá no violão, provavelmente eu não estaria aqui. Minha carreira musical só com canções sem a nota fá foi bem curta.

  • 18

    Se você pudesse mudar uma coisa sobre você, o que seria?

    Nasceria muito depois.

  • 19

    O que considera sua maior conquista?

    Os tantos companheiros de trabalho com quem gostaria de trabalhar outra vez.

  • 20

    Se você morresse e voltasse como uma coisa ou uma pessoa, o que você gostaria de ser?

    O Charlie Watts*. Se não pode ser uma pessoa viva - o que a banda ia fazer com dois bateristas? -, gostaria de ser uma das luas de Urano. A localização é ótima, o limite do sistema solar, e todas as luas são personagens de Shakespeare. Já pensou passar a eternidade na órbita de Rosalinda, Próspero e Julieta? *Ele estava vivo e saudável quando respondi o questionário.

  • 21

    Onde você mais gostaria de morar?

    Num país sem violência e desigualdade social, e que fosse o Brasil.

  • 22

    Qual é o seu pertence mais estimado?

    No mundo das coisas, meus livros.

  • 23

    O que você considera o nível mais baixo da desgraça?

    O preconceito.

  • 24

    Qual sua ocupação favorita?

    Conversar e ler.

  • 25

    Qual sua característica mais marcante?

    Marcante para quem? Não sei responder esta.

  • 26

    O que você mais valoriza em seus amigos?

    Que estejam vivos e com saúde.

  • 27

    Quais os seus escritores favoritos?

    William Shakespeare, Montaigne, Cervantes, Jorge Luis Borges, Kurt Vonnegut, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Guimarães Rosa, Luis Fernando Veríssimo, Millôr Fernandes, David Lodge, Gosciny e Charles Schulz.

  • 28

    Quem é seu herói na ficção?

    Charlie Brown.

  • 29

    Com qual figura histórica você mais se identifica?

    Bertrand Russel.

  • 30

    Quem são seus heróis na vida real?

    As enfermeiras.

  • 31

    Quais são seus nomes favoritos?

    Pedro, Julia e Alice.

  • 32

    O que você mais detesta?

    Violência.

  • 33

    Qual seu grande arrependimento?

    Aceitar convites para dar entrevistas é o mais frequente.

  • 34

    Como gostaria de morrer?

    Depois dos cem anos, caindo de uma árvore.

  • 35

    Qual é o seu lema?

    Sou distraído demais para ter um lema, mas se um dia fizesse uma tatuagem seria com uma frase de Antonin Artaud: “Nunca real, sempre verdadeiro” ('Jamais réel, toujours vrai').