Debates reúnem escritoras da América do Sul e Alemanha — Gama Revista

Achamos que vale

  • Imagem de destaque do item da lista
    Assistir |
    Debates reúnem escritoras da América do Sul e Alemanha

    A partir de 28 de julho, o Goethe-Institut São Paulo vai transmitir o ciclo de conversas “Agora é com elas: literatura e sociedade na América do Sul”. O primeiro encontro trará a argentina Camila Sosa Villada, autora do recém-lançado “O parque das irmãs magníficas” (Tusquets, 2021), falando da representação da violência e a relação entre as palavras e o silêncio. Nos encontros seguintes, vão participar nomes como a brasileira Cidinha da Silva, a peruana Gabriela Wiener, a chilena Lina Meruane e a alemã Zöe Beck. (Betina Neves)

    22 de Julho de 2021
  • Imagem de destaque do item da lista
    Assistir |
    “Mãe de Santo”, espetáculo online no Sesc Rio

    Primeira atriz negra vencedora do prêmio Shell, em 2017, Vilma Melo estrela “Mãe de Santo”, monólogo online em que a personagem entrelaça histórias sobre o seu papel dentro e fora dos terreiros durante uma palestra internacional. O texto de Renata Mizrahi foi escrito a partir de relatos de Helena Theodoro, filósofa e yalorixá. O espetáculo gratuito é transmitido no canal do Sesc Rio no YouTube somente até este domingo (25). (Amauri Arrais)

  • Imagem de destaque do item da lista
    Ler |
    Um ano do Negrê, primeiro portal de mídia negra nordestina

    Foi por inspiração nas ideias compartilhadas com a hashtag #BlackTwitterNordestino que as jornalistas cearenses Larissa Carvalho e Sara Sousa se reuniram para montar o site Negrê. O portal, que completa um ano, reúne comunicadores dos nove estados da região e propõe mais diversidade de narrativas, abraçando o antirracismo nordestino como alternativa contra a xenofobia. Nesse tempo, o Negrê conquistou prêmios Neusa Maria de Jornalismo Negro e ampliou os canais, com podcasts e quadros no IGTV. (Andressa Algave)

  • Imagem de destaque do item da lista
    Ler |
    A ética do deepfake no documentário sobre Bourdain

    Para seu documentário, “Roadrunner”, sobre a vida de Anthony Bourdain, o diretor Morgan Neville confessou ter usado deepfake na voz do chef e apresentador de TV, que cometeu suicídio em 2018. Apesar de ter sido apenas na leitura de um email escrito pelo próprio Bourdain, fãs se indignaram com a falta de aviso e um possível desrespeito à memória do chef. Em artigo, a New Yorker aborda o tema e as complexidades éticas do deepfake, cujo uso no audiovisual ainda está engatinhando. (Leonardo Neiva)

  • Imagem de destaque do item da lista
    Assistir |
    Palavras de amor de Leonard para Marianne

    Quando a norueguesa Marianne Ihlen estava em seu leito de morte, recebeu uma mensagem de Leonard Cohen, músico e poeta com quem viveu um casamento aberto nos anos 1960 na idílica ilha de Hydra, na Grécia. A mensagem, arrepiante, tem as palavras de amor que dão título ao documentário “Marianne and Leonard - Words of Love”, disponível na Netflix. Vale pela história única e envolvente, os depoimentos tocantes e as imagens raras. (Isabelle Moreira Lima)

VER ANTERIORES >>